terça-feira, 17 de setembro de 2013

O meu voto nas eleições autárquicas de 29 de set.2013 em Alcobaça Gostaria de poder votar em listas de convergência de esquerda:PS,CDU,BE. A oportunidade de ganhar as presidências e maiorias da Câmara,Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia(Juntas) é a melhor desde há dezasseis anos.No entanto e mais uma vez,os partidos da esquerda mostram-se incapazes de um entendimento mínimo e preferem ter no poder O PSD,a pôr e dispor a seu bel-prazer! Esta esquerda dividida,tripartida,merece o meu voto dividido ,tripartido. Assim,votarei: para Presidente da Câmara -CDU -Vanda Furtado; para Presidente da Assembleia Municipal - PS - José Acácio Barbosa: para Presidente da Junta de Freguesia Alcobaça-Vestiaria - BE - Dulce Dionísio

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

A praia da Pedra do Ouro - Alcobaça - As belmenites Há um ano recolhi nesta praia sete belmenites e outros fósséis,com relativa facilidade.Havia muitas.Começou tudo por acaso e depois entusiasmei-me.Só soube o que recolhi depois,na internet.Belmenites,uns crustáceos extintos há nada menos que 260 milhões de anos ,segundo reza a ciência ou a lenda. No domingo passado,4 de Agosto 2013,voltei lá com o propósito de apanhar umas quilotoneladas de sol e vento e, secretamente,revisitar as ditas belmenites.Oh desilusão! As arribas argilosas,cinzentas,cinzentonas,quebradiças,frágeis,fragilíssimas estavam derribadas,esburradas,partidas, esmigalhadas,trituradas,horrivelmente amassadas, caídas ou a ameaçar cair sobre a areia pisoteada por todo o tipo de primatas armados em saurópodes de bi ou monoquini e óculos escuros ! Com a pachorra e a persistência de quem quer salvar o mundo,ou pelo menos alguns ignotos cadáveres vomitados de milhionárias sepulturas,acabei por encontar mais duas belmenites!!! As últimas ! Que emoção ! E que responsabilidade ! As últimas !As últimas !
Dúvida terrível..! Não consigo decidir-me:este governo é aquilo que parece ou parece aquilo que é? Um governo de mentirosos,incompetentes e corruptos.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

BELISÁRIO PIMENTA E O MOVIMENTO REPUBLICANO EM COIMBRA autor - Virgílio Vasconcelos Ribeiro co-edição - Câmara Municipal de Miranda do Corvo e Edições Minerva Coimbra 1ª edição - Junho de 2013 ISBN - 978-972-97618-8-1 - 978-972-798-34o-7 depósito legal - 361368/13 Nas duzentas páginas que constituem o livro,o autor empresta-nos os seu olhar cinematográfico e conduz-nos pela Coimbra académica e política dos finais do séc.XlX e três primeiras décadas do séc XX. Utiliza como máquina de filmar o olhar atento e o registo documental persistente de Belisário Pimenta , que foi simultaneamente actor participante do filme e observador privilegiado enquanto estudante universitário,militar,maçon,republicano,estudioso da história de Portugal e finalmente, historiador. O livro lê-se num fôlego,para quem goste da temática. Achei particularmente interessantes os capítulos sobre a questão académica de 1907,o regicídio,os primeiros meses da república em Coimbra ,a conspiração restauracionista. Para mim e provavelmente para muitos leitores que viveram a crise académica de Coimbra de 1969 e posteriormente o 25 de Abril de 1974, as semelhanças entre estes dois períodos históricos são tão evidentes,que até parece termos participado neles todos. A história repete-se....não é? Umas vezes...... outras ........ .

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Eleições autárquicas Em finais de Setembro próximo vamos ter eleições.Desde há muitos anos será a melhor oportunidade para desalojar a direita ,de muitas câmaras e freguesias.Mas... pelo caminho que as coisas levam,as alterações poderão não ser muito numerosas e profundas.As esquerdas parecem apostadas em continuar a ser o seguro de vida da direita.Divididas como sempre,indiferentes aos apelos à convergência e unidade dos seus eleitores,rumo a gloriosas derrotas. Em Alcobaça,como no resto deste martirizado Portugal.
O Xico  Esperto nuno crato foi ao tapete

Um ministro  da  educação intelectualmente desonesto era só o que faltava num governo com um primeiro ministro mentiroso,um ministro das finanças alemão ou pelo menos germanófilo,um ministro dos negócios estrangeiros armado em vendedor ambulante de falsas promessas,e o resto de cachopos arrogantes e incompetentes.As dúvidas ,se as tinha resumiam-se ao ministro da saúde(dúvidas ainda não totalmente desfeitas) e ao dito da educação.O homem  devia julgar-se o mais belo,inteligente  e sedutor da manada.Vou  à televisão e derreto-os,ao sindicato,aos profes,ao detestável Nogueira.  Greve? Ponho-lhes os alunos ,pais e alguns escribas e comentadores às canelas ,que eles vão ver para onde vai a greve!Pensou  e fez.
As coisas saíram-lhe ao contrário.Terá sido a maior greve de sempre dos profes,muitos milhares de alunos não puderam fazer exames nas datas previstas,muitos pais incomodados.
O ministro armado em chico esperto,fingiu que negociou com os sindicatos,não apresentou propostas,não cedeu em nada. Nada mesmo.
Não cedeu na altura devida ,cedeu hoje. Vem agora dizer que este acordo podia ter sido feito  há um mês,tentando fazer crer que a culpa foi dos sindicatos!
Que belo exemplo  este ministro e o governo dão à juventude:incompetência,irresponsabilidade e mentira !!!

sábado, 22 de junho de 2013

O mosteiro de Alcobaça em risco....

O mosteiro de Alcobaça corre  o sério risco de vir a perder a  classificação de Património Mundial,com a sua ocupação pelo governo de Vitor Gaspar ,Passos Coelho e Portas  ainda que por breves horas,para a realização de um conselho de ministros,por serem  considerados lixo altamente tóxico.

domingo, 2 de junho de 2013

Para m/ memória futura                                                                                                                                                      

1 /10/2012 ----------- 1 /06 /2013  = 240 ( 8 x 30)
240 x 40 (2 x 20)------------------  =9 600
240 x 2----------------------------- = 480
480 x 4,20 E ----------------------- = 2016,00 E





quinta-feira, 25 de abril de 2013

quarta-feira, 24 de abril de 2013


Os Vampiros

Zeca Afonso

No céu cinzento sob o astro mudo
Batendo as asas pela noite calada
Vêm em bandos com pés de veludo
Chupar o sangue fresco da manada
Se alguém se engana com seu ar sisudo
E lhes franqueia as portas à chegada
Eles comem tudo eles comem tudo
Eles comem tudo e não deixam nada [bis]
A toda a parte chegam os vampiros
Poisam nos prédios poisam nas calçadas
Trazem no ventre despojos antigos
Mas nada os prende às vidas acabadas
São os mordomos do universo todo
Senhores à força mandadores sem lei
Enchem as tulhas bebem vinho novo
Dançam a ronda no pinhal do rei
Eles comem tudo eles comem tudo
Eles comem tudo e não deixam nada
No chão do medo tombam os vencidos
Ouvem-se os gritos na noite abafada
Jazem nos fossos vítimas dum credo
E não se esgota o sangue da manada
Se alguém se engana com seu ar sisudo
E lhe franqueia as portas à chegada
Eles comem tudo eles comem tudo
Eles comem tudo e não deixam nada
Eles comem tudo eles comem tudo
Eles comem tudo e não deixam nada