sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

presidenciais - decisão irrevogável

Quando escrevi o texto " Ajuda de Portugal ao Haiti ",no dia 1 de Fevereiro,estava longe de pensar que o fundador da AMI,seu presidente e principal activista,Fernando Nobre,viria a ser um dos candidatos nas eleições para Presidente da República.
Antes,no dia 15 de Janeiro, sob o título de" Manuel Alegre a Presidente? " quase já me resignava a votar nele.Mais do que o político valorizo o poeta,ainda que indissociáveis. Inspirou-me( e a tantos mais) na minha juventude,a lutar contra o fascismo,colonialismo e ditadura a um ponto que nem ele sabe ( nem precisa de saber).
A minha admiração por ele continua,mais como poeta que político.A erosão política e especialmente a partidária, deixaram-lhe marcas tão indeléveis que um presidente da répública,por mais que o deseje não será capaz de as apagar ou sequer disfarçar. Mário Soares e Sampaio são bons exemplos disso.
O cenário presidenciável ,a partir de hoje, está montado,com mais actor menos actor.Uns já en cena -Manuel Alegre e Fernando Nobre -outros ainda na sombra mas presumíveis -Cavaco Silva,Jerónimo de Sousa ou equivalente e, pelo menos ,o imprescindível Garcia Pereira.
Acabei de ver e ouvir pela televisão, Fernando Nobre declarar a sua decisão irrevogável de se candidatar ,as razões que o movem e as linhas gerais do seu programa.
Não posso estar mais de acordo.
A minha decisão também é irrevogável: terá o meu apoio e o meu voto.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Mais militares Portugueses para o Afeganistão

Hoje foram mais 40 militares portugueses para o Afeganistão.
A somar aos que já lá estão,se não estou enganado,serão trezentos.
E que foram fazer para lá?
Ensinar os afegãos a ser democratas à força?
Apanhar o Bin Ladem?
Os cento e tal mil americanos ,ingleses e outros não são suficientes?
Não era preferível mandá-los prender Bush,Blair,Aznar,Barroso e restantes membros do gang?
E apresentá-los á justiça internacional?
Para quê ir procurar o inimigo tão longe,quando o temos dentro de portas?

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Publicidade

Saudável suculenta saborosa

O i ,na sua edição fim-de-semana,nº241 -13/14 fevereiro de 2010 ,juntamente com o jornal trazia uma maçã com a marca de Alcobaça,embrulhada em papel celofane, transparente.
A mim calhou-me uma maçã golden,cor verde.Não sei se ofereciam de outras variedades e cores.
Gostei .
Da ideia,da estética e da maçã.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Mandela

Mandela foi libertado da prisão há 20 anos.

Resistiu a longos 27 anos, nas prisões do apharteid !
Depois resistiu ao apelo,quase irresístível da vingança e da violência !
Quando tudo ou quase tudo parecia irremediávelmente perdido,acendeu uma luz ao fundo do túnel.
Mandela foi e é ,um dos poucos heróis deste nosso tempo,um revolucionário !
Todos o enaltecem, à direita e à esquerda. Mas ninguém (com responsabilidades no destino das nações) parece querer seguir-lhe o exemplo.
Não desesperemos.A luz continua acesa.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

O papa bento 16 vai falar

O papá vai dizer aos meninos bispos e padres irlandeses que é feio ir ao cu,desvingindar,fazer broche, tocar ou tocarem-lhe pívias a(ou por) menino(a)s de menos de 10 anos.
Vão ter que pedir desculpa,se não têm que ouvir um responso do catano,e rezar 10 avés marias e 10 padres -nossos .
Peçam desculpas,tá bem ? E antes,vejam bem a idade dele(a)s no bilhete de identidade.
Se não, têm que se haver comigo! Em vez de dez,a penitência passa para vinte!
Ouviram?

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Justiça (6) Casa nova - hábitos velhos

um sábado bem passado !

Fomos avisados :a arguida vai ser ouvida em primeiro interrogatório judicial, dia 30 de Janeiro (sábado) ás 10 horas,no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. Nos novos edifícios da Expo,o novíssimo Campus da Justiça.
A arguida, que se encontrava sob custódia há cerca de três meses , numa casa abrigo e proteção de menores,foi llevada pela polícia e o advogado compareceu pelos seus próprios meios.
Entretanto ,mais 18 arguidos apanhados numa rusga policial, na noite anterior ,no cais do Sodré,foram apresentados para também serem ouvidos.
Um só juiz e um só procurador do M.P. para tantos arguidos,não é pera doce,convenhamos.
O facto é que a arguida,de 21 anos,grávida de sete meses e meio,só veio a ser ouvida em último lugar,pouco faltava para as 23 horas.Em menos de meia hora, foi ouvida e mandada em liberdade.
O resto do tempo,durante treze horas,ninguém se dignou informar a arguida e o seu advogado,ou pelo menos este,já que a arguida não poderia ausentar-se,de que poderia ir dar uma volta ,tratar da sua vida,dar um mergulho no Tejo ou ir a Londres e voltar,e que mais longe não fosse, aparecesse de novo lá pró fim da tarde ou princípio da noite,que até lá não estaria ali a fazer nada.
Nada, foi o que fez o dito cujo,que passou 13 horas ddo dito sábado a olhar para as vidraças opacas dos edificios onde a Justiça continua -hábito antigo- de olhos vendados e esquecida do rrespeito e urbanidade que deve aos cidadãos.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Debate à esquerda

A propósito das questões levantadas nos textos anteriores ,da falta de diálogo à esquerda na preparação do orçamento,das eleições autárquicas e de tudo o mais que ao longo de trinta e cinco anos tem trazido as esquerdas de costas voltadas umas para as outras,há algumas perguntas que repetidamente o povo de esquerda vem fazendo:
Mas afinal o que é ser de esquerda hoje,em Portugal? E no mundo ?
Por que é que dizendo-se todos de esquerda, PS ,PCP e BE (e outras pequenas organizações políticas)
não só se têm mostrado incapazes de encetar um diálogo mínimo que seja,e como se isso não bastasse,ainda se digladiam mais entre si que com os partidos da direita?

Urge poisar,reflectir,quebrar preconceitos e tabus !
É urgente,necessário,indispensável abrir o debate ideológico e político à esquerda.
Debate contínuo,alargado (e naõ só nas cúpulas partidárias).
O debate é e deve ser intrínseco à esquerda,faz parte do seu ADN .
Sem debate não há esquerda.
Quando muito, há dogmatismo.

6- A esquerda e o orçamento

No seguimento da postagem anterior,tenho lido jornais e seguido notíçias e entrevistas televisivas para ver se capto as razões que levam o PCP e O BE a aliar-se ao PSD e CDS para votarem uma alteração à lei das finanças regionais(Madeira e Açores) favoráveis às pretensões do boss da Madeira.
Será que ele tem razão quando nos apelida(apenas um dos muitos mimos) de colonialistas ?
Será que nós os continentais estamos a explorar os madeirenses?
Não me parece,antes pelo contrário. Com a ajuda dos continentais,hoje os madeirenses têm um nível médio de rendimento superior a muitas regiões do continente.
A insularidade já foi.
Que o déspota da Madeira aplique as finanças públicas como bem lhe apetece ,se borrife para as leis portuguesas e ainda nos insulte cada vez que abre a bocarra, parece normal para PSD ,que à custa dos ditos desmandos tem na Madeira uma coutada de votos,que lhe vão faltando no continente.
Continuo é a não perceber( falta de intiligência minha) como é que o PCP e o BE estão a reboque do tal Jardim!
Será que também estão reféns dos votos da Madeira,por sinal tão poucos?
Será que estão à espera da revolução para daqui a pouco e por isso quanto pior melhor?
Será que preferem (como aconteceu em muitas autarquias) entregar o poder ao PSD ,que entender-se entre si ,esquerda?
Será que só o PS faz política de direita?

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

5 - A erquerda e o orçamento

Que o PCP e o BE votem contra este orçamento, percebe-se.
Que se juntem ao PSD e CDS para alterar a lei das finanças regionais e dar mais dinheiro ao governo regional da Madeira,ainda não consegui perceber.
Das poucas coisas boas que o anterior governo de Sócrates fez,foi exactamente limitar o regabofe
despesista desse tal Jardim,à custa dos por ele apelidados de cubanos continentais,nós.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Ajuda de Portugal ao Haiti

Em situações de guerra ou de catástrofe como a que agora vive o Haiti,toda a ajuda humanitária é pouca.
O estado português não ficou indiferente.Enviou meia dúzia de bombeiros,alguns medicamentos,alimentos e tendas para dar assistência a 600 pessoas.Estiveram lá 15 dias.É melhor que nada.
A AMI (ONG-organização não governamental) também já lá está e vai continuar mais dois meses.
A AMI ,com poucos recursos,nessas situações,vale mais que o estado português.Já o demonstrou repetida e sobejamente.
A AMI actua como força humanitária e de PAZ.
O estado tem actuado ,muito mais como força de guerra,enviando militares, hipócritamente, em nome da paz.
O Presidente da República e governos enchem a boca de palavras ocas para nos convencerem que a intervençao das forças armadas portuguesas no estrangeiro são muito prestigiantes para Portugal. Presunção e água benta cada um toma a que quer,não é?
Na realidade,a AMI, práticamente ignorada pelo estado,silenciosamente,com financiamentos e meios diminutos,com a sua acção tem feito muito mais pelo prestígio de Portugal,pela Paz e pela Humanidade que sofre,que o Presidente da República,governos e forças armadas portuguesas ,todos juntos.