quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

cocktail de letras - continuação

Livros (18)

Título :Caím
Autor :José Saramago
Editora:Caminho
Ano:2009 - 3ª edição - Setembro
depósito legal :298305/09
Isbn :978-972-21-2076-0

____________________________________________________________________

Livros (19)

Título :Metamorfoses - Poesia
Autora :Margarida Soares Cardoso
Editora:Papiro Editora
Ano :2009 - Maio
Depósito legal:295551/09
Isbn :978-989-636-420-5

______________________________________________________________________

Livros (20)

Título :D. Afonso Henriques - Biografia
Autor :Diogo Freitas do Amaral
Editora :Bertrand
Ano : 2000 -junho
Depósito legal:153486/00
ISBN :972-25-1157-2

___________________________________________________________________

domingo, 27 de dezembro de 2009

cocktail de letras

livros ( 13 )

Título:Um ano a caminhar com São Paulo
Proposta da Conferência Episcopal Portuguesa
para a vivência do Ano Paulino

Autor :D.Anacleto de Oliveira -Bispo auxiliar de Lisboa

Edição:G.C.-Gráfica de Coimbra 2-Publicações,Lda.

Ano:2008

Depósito legal nº276726/08

Isbn 978-972-603-425-4

---------------------------------------------------

Livros (14)

Título :Histórias Eróticas

Autor :Giovanni Boccaccio

Tradução:Urbano Tavares Rodrigues

Edição:Quasi Edições

Ano :2008 -1ªedição-Julho

Depósito legal 277947/08

ISBN :978-989-552-363-4

___________________________________________________

Livros (15)

Título: Três Contos

Autor :Máximo Gorki

Tradução:Egito Gonçalves

Edição:Quasi Edições

Ano:2008-1ª dição -Julho

Depósito legal:277975/08

ISBN 978-989-552-368-9

_______________________________________________________

Livros (16)

Título:A Terceira Mentira

Autor :Agota Kristof

Tradução:António Gonçalves

Editora :Asa Editores II S.A.

Ano :2000 -1ª edição-julho

Depósito legal :151473/00

ISBN :972-41-2333-2
_________________________________________________________

Livros (17)

Título: Apenas Questão de Método

Autor :Cunha de Leiradella

Editora:Editorial Caminho,S.A.Lisboa (Caminho -Policial)

Ano:2000

Depósito legal:158 732/00

ISBN :972-21-1378-X
______________________________________________________________________

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O estado da nação

Portuguesas e Portugueses:

Por certo deveis achar estranho este meu pesado silêncio.E,no entanto,não é caso para isso.Se reparardes bem,o silêncio é o meu forte.Passam-se décadas e décadas,em que não abro o bico!
A não ser é claro,para vitoriar A Nossa Gloriosa Selecção. E ,de vez enquando,dar uma ferroadela na boazona que mora aqui ao meu lado,e nesse paneleiro do meu patrão que se fazia tão meu amigo e me pôs os palitos e ainda por cima,pior que tudo,não me paga o salário há quatro meses e anda a pavonear-se de Cheroke topo de gama à minha custa e doutros tansos como eu.E como se isso já não bastasse,fui tão palerma que que meti as raposas no meu galinheiro,quero antes dizer,fui meter as galinhas no covil das raposas.Meu rico dinheirinho que tanto me custou a ganhar!Posso não voltar a ver peva dele,mas há um gozo que ninguém me tira que é ver esses gajos,esses banqueiros pindéricos,feitos à pressa, na pildra,na pildra!Pena é terem sido tão poucos e por tão pouco tempo.Esses filhos da mãe lá burros é que eles não são,os sacanas servem-se do nosso bago para contratar os melhores advogados (outros malandros como eles,que só trabalham pelo pilim) e o mal deles vai ser, batatas!
Justiça! Justiça!Já não há justiça !(Bem vistas as coisas,isto cá para nós e que não passe daqui,pode estar alguém à escuta) eu acho que nunca houve justiça e pelo caminho que isto leva,acho que nunca vai haver).Esses filhos dum cabrão são tão espertos que fazem ou pagam bem a quem faça as leis que depois os vai absolver ! Eu e tu é que não nos safamos por dá cá aquela palha.È bem verdade,já dizia o meu penta-avô,se bem me lembro:o pequeno crime não compensa.
Palavras sábias dum analfabeto,mas não bruto e grande poeta que foi parar ao chilindró,só por ter dado uma carga de cachaporra num tal Visconde do Bogalhal,que no pino do verão lhe roubou a àgua da horta,para ver se o matava à fome mais aos dez filhos e mulher, para se vingar de o meu penta avõ ter dito,cantado numa desgarrada :
O visconde do bogalhal / lá por ser muito rico / que tudo pode e manda / crê / sabe com quem a mulher anda / mas finge que não vê / a verdade afinal / è que não tem os bogalhos no sítio.

Naquele tempo, era um atraso,não havia escutas,havia bufos.

(continua num destes próximos dias,se não me der o sono e o tempo correr de feição,que o discurso ainda vai no meio,ou nem tanto,minhas bem-amadas portuguesas e queridos portugueses).
O sempre vosso e fiel, ZÉ POVINHO

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

esponjas do mar

http://farm3.static.flickr.com/2016/2154608148_d82a13aafc.jpg

Pifei estas fotos em homenagem aos nossos mais remotos antepassados.
Darwin abriu o caminho de acesso à nossa árvore genealógiga e onde ela já vai!
Vi ontem um programa do National Geografic (?) em que um ilustre cientista... assegura que toda a vida animal teve origem nas esponjas do mar.
Não sei bem porquê,mas agrada-me a ideia ou o facto.
Talvez por ser a única novidade (pelo menos para mim) que nos últimos tempos,
me estimulou a imaginação,a vontade de conhecer e entender um pouco melhor este mundo de invertrebados e acéfalos em que nos estamos a transformar. Mais vale regressar ás origens,antes esponja que tal sorte !

domingo, 1 de novembro de 2009

Caím

Este livro, romance,de Jośe Saramago vai já em 8o ooo exemplares vendidos em
Portugal,no curto período de um mês.Não admira,num país de tradição católica(mas cada vez menos praticante).Provávelmente,pela polémica instalada,a Bíblia também por estes dias ,terá sido mais lida e comentada que nunca.
Um e outro livros são boa literatura.
A Bíblia é uma colectânea de mitos,lendas e narrativas elaboradas ao longo de milhares de anos .Tal como a Odisseia ,a Ilíada,o Corão, Os Lusíadas,As Mil E Uma Noites,o D.Quixote de La Mancha, O Inferno e tantos outros, fazem parte do património cultural da Humanidade e como tal são preciosidades inestimáveis.
O Caím é bem mais modesto.
Saramago faz de cada leitor um viajante,pelos tempos,personagens,lugares e deus bíblicos,dando-nos Caím por guia.
É uma viagem panorâmica pelo velho testamento , em que o leitor- viajante só por delicadeza não prescinde do guia.
É que Caím é cada um de nós ! Não gostamos é que no lo recordem !E, pior que isso, o deus ainda é o mesmo !
É um belo e inacabado romance este,obrigado José,só não podemos é perdoar-te,pôres-nos tantas vezes a pensar frente ao espelho .

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Mau tempo

Caím, de José Saramago

Verifiquei agora, que no dia 21 do corrente ,publiquei um texto incompleto sobre o Caím.Não era para ser publicado,precisamnte porque ainda não o tinha terminado. O mau tempo que se fez sentir nessa noite ,em Alcobaça,fez com que a energia eléctrica se tenha ido abaixo,por três a quatro vezes,num curto espaço de tempo. Desisti,fui dormir.
Vou eliminar o texto,até o ter completado.Entretanto,a polémica teve novos desenvolvimentos. Acabei de ver na SIC um confronto-debate muito interessante sobre o tema,entre o José Saramago e o padre ,teólogo,professor da Universidade Católica,conferencista,especialista na bíblia José Carreira das Neves.Dois homens,duas visões diferentes da bíblia e do mundo,com lucidez e capacidade de diálogo,que se respeitam mútuamente.
Assim, vale a pena !

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

CAÍM, de José Saramago

Sou um seu leitor assíduo de Saramago.Por razões diversas,de há três anos para cá,adoptei o hábito de ter em casa apenas livros que ainda não li.Uma vez lidos,ofereço-os(quase todos). Já me pus a questão de que livro escolherei quando ou se tiver que ficar apenas com um na estante.Hesito entre o Ensaio sobre a Cegueira e o As Intermitêmcias da Morte.
Ainda não li o CAÍM. Fá-lo-ei provávelmente neste próximo fim-de-semana.
Não sei o que a sua leitura me irá proporcionar. Tenho,no entanto, a expectativa de que recrie mais alguns personagens bíblicos, como o fez no Evangelho Segundo Jesus Cristo. Neste, pese embora às igrejas(católica e outras) e a muitos crentes, reinventa um Jesus Cristo tão humano ,tão superior ao seu pseudo- criador(Deus),que muitos ateus não desdenhariam inspirar-se nele.
As reacções ás afirmações de José S. , em Penafiel, no lançamento do livro , foram de tal forma violentas,insultuosas,desproporcionadas ,especialmente por parte de repesentantes das igrejas católica e judaica, que roçam o medo, o pânico perante o livre exercício do direito à liberdade de pensamento e expressão ,em geral,e em particular,no que diz respeito à(s) religião(ões).
Parece que "deus","religião","bíblia",e tudo que anda à volta disso,é indiscutível ou só os crentes e seguidores têm direito a ter opinião!
Parece que se tomam por um mundo à parte,fechado,blindado,dos sócios e que os outros nada têm a ver com isso!
Sentem-se ofendidos sempre que alguém nega ou duvida da existência de deus,da sacralidade da bíblia,dos milagres,de Cristo enquanto filho de deus,das aparições de Fátima e sei lá que mais ,ou seja,tudo o resto!
È sabido que os católicos pouco lêem a Bíblia e que as igrejas não gostam que se façam perguntas,se levantem dúvidas! E depois?
Os agnósticos ,os ateus,os crentes de outras religiões que vivemos na mesma casa ,na mesma localidade,no mesmo país,que trabalhamos em conjunto,somos da mesma família,fomos criados e educados nas mesmas tradições e cultura não podemos ter nada a ver com isso ?
È claro que temos e muito !
Basta de coutadas !
O único limite,só pode ser um ,aliás consagrado na Declaração Universal dos Direitos do Homem e na Constituição da República Portuguesa (artigo 13º):
1. todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.
2. ninguém pode ser priviligiado,beneficiado,prejudicado,privado de qualquer
direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência,sexo ,raça,língua, território de origem,religião,convicções políticas ou ideológicas,instrução, situação económica ou condição social.
Falemos,pois !

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Aquele abraço ... !

Ao Rogério - PCP
um colosso de energia,multiplicador de pães e utopias;
À Isabel Granada - CDU
a grande curadora do corpo e alma ;
e a todos os que vos acompanharam nesta luta por Alcobaça, aquele abraço!
Ao Adelino Granja - BE
o homem só, que faz tudo e está em o todo lado; aquele abraço !
Ao José Acácio - PS
o regresso à luta (e que seja para continuar); aquele abraço !

Ao Paulo Inácio -PSD , pela sua vitória; Ao José Pedrosa -MCIA e Jorge Esteves-CDS ,pelo esforço e participação; Um abraço

A enorme distância entre..........e.......... !

A Câmara que eu desejei e a que vamos ter

A diferença é enorme!
Mais uma vez,perdi .
A minha grande dúvida é se Alcobaça ganhou.

domingo, 11 de outubro de 2009

As três primeiras medidas

Independentemnte de quem vier a ser o presidente e vereadores, recomendo:

Primeiro:
Arejamento.Abram-se todas as portas e janelas da câmara,para fazer corrente de ar. O cheiro a bafio é intenso, pestilento,tóxico.
Segundo:
presidente e vereadores devem passar a andar muito mais a pé,frequentar cafés,restaurantes,quiosques ,feiras, ruas e outros lugares públicos.Parar, para ouvir e tomar apontamentos.
Terceiro:
Dispam as camisolas partidárias -sem abdicar do essencial dos vossos programas- e trabalhem em conjunto ,que foi para isso que foram eleitos. E,lembrem-se,os vossos patrões,quem vos paga, somos nós os alcobacences,não os vossos partidos ou chefes partidários.

A Câmara Ideal para Alcobaça -2009 -2013

Mais que uma convicção,é um desejo

Estou convicto - é a minha leitura,o meu desejo - de que nenhuma das candidaturas vai conseguir a maioria absoluta.
Estou(estamos) farto(s),enjoado(s) de arrogância,incompetência,partidarite aguda.
Alcobaça merece bem melhor!
Os candidatos à câmara ,independentemente dos partidos,são todos voluntários,que gostam de Alcobaça e não duvido,querem servir e não, servir-se de Alcobaça.Sou amigo de todos( só na campanha conheci o Jorge Esteves -CDS- e parece-me uma boa pessoa ),duns mais do que doutros.Gostaria que todos fossem eleitos e viessem a ter responsabilidades na câmara.
A poucas horas do fecho das urnas e do conhecimento dos resultados,aqui deixo registado o que considero será(ou seria) a câmara ideal no próximo quadriénio,por ordem decrescente:
Presidente : Rogério - PCP-CDU
Vereadores: Vanda Furtado Marques -ind.CDU
José Acácio - PS
Adelino Granja -BE - ex-aequo com o José Acácio
Paulo Inácio -PSD
José Pedrosa-MCIA
Jorge Esteves- CDS

A ver vamos!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

A melhor iniciativa de campanha

Conversas públicas

È claro que não assisti à maior parte das acções de campanha de qualquer das candidaturas.Fui a muito poucas. Pelas que vi anunciadas,o debate e esclarecimento de programas e ideias ,não terá sido o forte de todas elas,excepto a da CDU-Rogério Raimundo.
Terminou ontem,em Alcobaça, a última das 27 conversas públicas,realizadas semanalmente,freguesia por freguesia e algumas com temáticas específicas.
Conversas públicas,abertas,inclusivé com convites aos adversários para participarem.
Não sei se o esforço virá a ser recompensado com votos. Mas a semente foi lançada e já começou a germinar: práticamente todos os programas dos restantes candidatos à Câmara adoptaram e ainda bem(para não dizer copiaram,que é feio) ideias e linhas de força,há muito lançadas públicamente pelo Rogério: Unir Alcobaça,unir todos os Alcobacenses,unir as freguesias,unir os esforços de todos os eleitos em prol do desenvolvimento de Alcobaça,apostar fortemente na cultura,na descentralização para as freguesias,numa rede eficiente de transportes entre elas e Alcobaça,na manutenção e reforço do Hospital em Alcobaça,etc..etc.., .
Com o Rogério em Presidente,está prometido:as conversas públicas são para continuar.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Centro Cénico da Cela - CCC

36º Aniversário - 6 de Outubro 2009

Em 1973 começou com uma dúzia de cinco ou seis bravos e imberbes jovens antifascistas,a fazer umas teatradas,que ninguém levava a sério.Depois o CCC (centro de comunistas da cela?) tornou-se um caso sério,muito sério.Da realidade do palco,virou-se para a fantasia de revirar o dia- a- dia real e nada fantástico de muitos celences!
Hoje é simplesmente ,berçário,infantário,creche,lar de idosos,apoio á terceira idade no centro,no domicílio,cine-teatro,escola de música,biblioteca,ludoteca,internet,tempos livres,
rancho folclórico, salão de festas,bar e sei lá que mais!
Emprega mais de cinquenta trabahladores,alguns com qualificação superior.
Tudo em instalações próprias,de grande qualidade,no centro da vila.Sem subsídios estatais ou autárquicos(os poucos que destas fontes lhe advieram são insignificantes,uma gota de àgua num património que custou e hoje vale muitos milhões de euros)! O CCC só está à espera de aprovação de um novo projecto de engenharia e arquitectura para edificar um novo edifício,em terreno e com financiamento próprios, para outro lar de idosos,com maior capacidade e equipamentos modernos para fisoterapia e outras valências.
O CCC é o coração,os pulmões,os rins,o fígado,intestinos,os olhos ,ouvidos,o cérebro,as pernas, os braços,o corpo inteiro da vila.Do nascimento à morte,o CCC é avó,pai,mãe,filho,neto,bisneto,parente, amigo indispensável e insubstituível.
O CCC é a segunda casa e também a primeira e única (digna desse nome) de muitos celences e não só.
É esta a obra duma meia dúzia de jovens lunáticos e subversivos,hoje velhos ,mas sempre mais numerosos , renovados e sonhadores ,que não pára porque já ninguém quer ou pode(mesmo que queira) pará-la.
Porque não me lembro de todos os nomes,neste 36º aniversário,aqui deixo o meu abraço
comovido e grato, a todos os fundadores e continuadores nas pessoas do Rogério Raimundo e José Dias.

sábado, 3 de outubro de 2009

Candidaturas à Camâra de Alcobaça

Alinhamento político


Direita
-------------------------Centro ---------------- Esquerda

PSD (Paulo Inácio)-------- PS «-----------»(Acácio Barbosa)

CDS (jorge ) -------------------------------------------- CDU (Rogério Raimundo)

MCIA «---------------------»(Dr.Pedrosa)------------ BE (Adelino Granja)

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Vouzela -o pão -de-àgua

Apontamentos de férias

19 de Agosto,um dos poucos dias quentes do mês,a norte.Breve pausa para o almoço, em Vouzela. Sem ânimo para procurar o restaurante onde há tempos tinha comido com muito agrado,enfiei-me no primeiro que apareceu,a fugir do calor. Por sinal,nem restaurante era,mas servia refeições.
FLOR DO ZELA , padaria e pastelaria.Um espaço moderno,pequeno e vulgar ,na rua Guilherme Coutinho.Com um balcão envidraçado repleto de doces e pão.Muito pão e variado,com excelente aspecto.
Fomos comendo pão,enquanto o almoço não foi servido.E que pão,que pães !!! Pão de soja,de centeio,integral,de alfarroba,da avó e, especialmente,pão-de-àgua( e chapata).
Os doces não lhe ficaram atrás:o folar de Vouzela,a regueifa,a tacinha de frutas(base de chocolate e leite),a douradinha de ananás(pastel de nata com o dito) !
O almoço foi bom,mas já não me lembro o que comi.
Mas aquele pão-de-água não pára de me perseguir !

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Perguntas ao candidato Paulo Inácio -PSD

Meu Caro Paulo Inácio:

Já reparei que tanto tu quanto a concelhia do PSD de Alcobaça,sois muito sensíveis à Verdade,bem no seguimento da Dra.Manuela F.Leite nas legislativas.
Por isso, em comunicado público,retomando a iniciativa do candidato Rogério(CDU),viestes exigir ao candidato Acácio Barbosa(PS) que mostrasse a sondagem que este afirmou ter,em que tu e ele estavam práticamente empatados.Fizeste bem,o José Acácio saiu-se mal,afinal a sondagem tinha sido feita por ele na rua,provávelmente á porta de sua casa quando ele e família estavam de saída.
Habituado que estás a fazer perguntas e a exigir respostas- ou não fosses tu Advogado - não estranharás que eu eleitor e todos os outros que irão votar no dia 11,façamos perguntas e queiramos resposta.
Aqui vão elas?
1 - Tens ou não na tua lista para a Câmara um actual vereador da Câmara?
2 - O actual Presidente da Câmara é ou não mandatário da tua candidatura?
3 - Tens ou não tens conhecimento de que estão a ser feitas obras clandestinas, nomeadamente os Centros Escolares de Alcobaça e Benedita e o Pavilhão Multiusos de Èvora,sem alvarás de construção?
4 - Tens ou não conhecimento de que tanto o Rogério na camara e o Basílio Martins,na Assembleia Municipal de que és o Presidente ,denunciaram a situação e nem resposta tiveram?
5- Já te preocupaste em averiguar estes factos, e o que fizeste para que a legalidade seja cumprida?
6 - Não é verdade que em circunstâncias idênticas a fiscalização da câmara já teria levantado um auto e embargado as obras?
7 - Se vieres a ser eleito presidente da camara ou vereador vais tratar igualmente,por esta forma, todas as empresas e cidadãos que façam obras clandestinas?
8 - Dirás aos fiscais da camara para também fecharem os olhos? Mesmo quando as obras,tal como estas, estiverem a ser feitas à vista de toda a gente,e não num recôndito buraco qualquer ?

Desculpa lá a maçada.
Um abraço

CORAGEM PARA MUDAR?

Coragem para mudar?
Desculpa lá Rogério!


Nestas eleições para a Câmara de Alcobaça é tão fácil escolher entre ti -Rogério -(PCP-CDU) o Adelino Granja, (BE) o José Acácio,(PS) o Pedrosa,(PS? MCIA), o Paulo Inácio (PSD) e o Jorge (CDS), que instintiva, automaticamente, a maior parte de nós, eleitores, por te conhecermos melhor que a qualquer outro, votará em ti.
Sem desprimor para qualquer deles, quem conhece o Paulo Inácio ou o José Acácio? Pouca gente, muito pouca!
Entre ti, o Pedrosa e o Adelino Granja, poderá haver hesitações, mas penso que levas a melhor, de longe.
Tu, Rogério Raimundo és, tens sido desde há muitos anos, o amigo, o companheiro dos bons e maus momentos. Todos te conhecem e conheces a todos.
A tua palavra amiga, o teu empenho, a tua força, o teu amor por Alcobaça e pelos Alcobacenses (de todo o concelho) são uma constante. Haverá alguma pessoa ou algum buraco do concelho que não conheças? Ou não te conheça?
Haverá alguém do concelho com quem não fales, com quem de perto ou de longe não colabores, não trabalhes ou troques ideias e informações, de igual para igual?
És, sem dúvida, o elo de ligação entre todos nós. És o vereador (sem pelouro) que falas (o que é dificílimo) com o Presidente da Câmara, com os vereadores do PSD, com o vereador do PS, com todos os Presidentes das Juntas de Freguesia, com todos os cidadãos, independentemente da idade, do sexo, da raça, da religião, da ideologia, condição económico – social, do partido ou sem partido.
Falas, convives, ajudas sem tabus ou preconceitos ou partidarites.
Em Alcobaça e em PORTUGAL, não tenho dúvidas, tenho a certeza: és Caso Único.
Tu és cada um de nós e cada um de nós é uma parte de ti.
Uma espécie de irmãos, unidos por uma solidariedade fraterna, indestrutível.
Dá-se o caso de teres atrás de ti uma bandeira, a do PCP – CDU. Tal como todos os outros candidatos têm a deles.
E por isso, só por isso, ainda não foste eleito Presidente da Câmara!
Se fingisses que não tinhas partido ou tivesses mudado, já serias Presidente há muito tempo.
Não o fizeste.
O que só te honra.
Não trocas de camisola, não és vira – casaca, só para seres Presidente.
És um homem sério, honesto, não te trocas, não te vendes, por uma ilusão de poder.
Não és troca – tintas! Fazes bem!
Quem te apoia (ou não) sabe que não será atraiçoado!
Ou insultado, humilhado, prejudicado, descriminado, hostilizado por te não apoiar.
Ou beneficiado, favorecido, por te apoiar.
És um homem Bom, Lutador, Pacífico, Determinado, Justo, Amigo.
ALCOBACENSE DOS PÉS Á CABEÇA. ALCOBACENSE DO CORAÇÃO E DA RAZÂO.
Queres apenas fazer o que é mais importante para Alcobaça, que é devolver-nos a cada um de nós, a dignidade, a honra, os direitos de cidadania, a nossa qualidade de Alcobacenses de corpo inteiro. Queres que participemos todos na gestão daquilo que é nosso, de todos.
Queres que todos, independentemente dos partidos, ajudemos (e que os demais candidatos que vierem a ser eleitos ajudem) a reerguer, elevar ALCOBAÇA ao seu melhor.
Queremos e precisamos de um Presidente que não mande, use e abuse de nós, mas que nos oiça e nos sirva!
Por esse teu enorme pecado, que é o de UNIR TODOS OS ALCOBACENSES em nome de ALCOBAÇA, desculpa lá, Rogério, mais uma vez, não precisarei de ter Coragem para votar em ti.
VOTAR EM TI É TÃO NATURAL E SAUDÁVEL COMO BEBER UM COPO DE ÀGUA, PURA E CRISTALINA!


Felisberto Matos
Advogado – Alcobaça
Independente de esquerda

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Presidente da República

A minha grande vocação

A minha saudosa e estremosa avó Clotilde,quando eu tinha prái nove,dez ou onze anos,disse-me muitas vezes:ó Beto ,tens de ir para padre.Chegarás a bispo
sem dificuldade e quem sabe se até a Papa.
Oh vó,desculpe lá ,mas isso não,que eu quero ter uma mulher e casar-me(mal sabia eu,que já se me arrebitava o grelo,que uma coisa não era impeditiva da outra,antes pelo contrário).
A minha avó,bem conhecedora das minhas muitas e já bem visiveis qualidades e esperteza ,não desistiu de me destinar um futuro brilhante
.Então,tens que ir para Presidente da República.
Na altura eu não fazia a mais pequena ideia do que isso fôsse,mas desconfiei que seria qualquer coisa ligada à igreja,tipo sacristão ou coisa parecida.È que a minha avó era muito beata e tudo ia parar onde começava :a igreja.
Não vó,eu quero é ser advogado.
Advogado? Advogado?Bem ,pensando bem,não está nada mal pensado.Entre bispo,papa , presidente da república ou advogado não há grande diferença.Todos ganham bem,não precisam de trabalhar muito,o que é preciso é parlapiê.Tá bem,vais para advogado.
E foi assim,à revelia dos meus pais e de mim próprio,que também não sabia o que era um advogado,mas já tinha ouvido falar deles,que ficou traçado o meu destino.
Para dizer a verdade,não é mau ser advogado,até é bom.Gosto especialmente quando os juizes dão razão aos meus clientes,quando a não têm.Fico chateado,é claro ,quando os meus clientes têm razão e são condenados.Estes juizinhos e juizinhas sabem lá o que andam a fazer?Vão mas é primeiro viver a vida e depois venham cá debitar postas de pescada!
Já me perdi.O que eu queria dizer é que a minha avó tinha toda a razão.Eu devia ter ido para padre,depois bispo e com um bocadinho de sorte,se fosse vivo,aos oitenta anos(idade mínima) e com umas boas cunhas ,seria papa.
Ou então,de preferência , eu deveria ter ido,essa sim a minha verdadeira vocação, para Presidente da República. Já lá podia estar desde os meus trinta e cinco anos e agora metia a reforma antecipada e não tinha que me chatear nem com as escutas,nem com essas melgas, o Sócrates e a Manela Azeda o Leite.
Parvo fui eu,mas não acham que com a crise que vai por aí ainda vou a tempo?

De repente ...

Eu ,que sou um preguiçoso internético(e não só) incorrigível,de repente , apetece-me escrever sobre montes de coisas,todas sem importância.Por onde
hei-de começar,é a magna questão.Talvez dormir...talvez não.
Logo se verá.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Eleições legislativas 2009

Quem ganhou e quem perdeu?

Normalmente,em qualquer disputa, a um vencedor corresponde um derrotado.
Em Portugal as coisas não são bem assim .Há sempre uma maneira de ler os resultados por um prisma que permite a cada um reclamar-se vencedor,mesmo quando a derrota è para todos os outros observadores mais que evidente.
Nestas eleições ,por incrível,não é que todos ganharam mesmo?
Vejamos:
O PS perdeu mais de meio milhão de votos,a maioria absoluta,não obstante,foi o partido mais votado e pode formar governo.Foi sem dúvida um vencedor.
O PSD foi o segundo mais votado,teve mais 7000 votos ou mais 0,4%,elegeu mais 3 ou 4 deputados,ajudou a retirar a maioria absoluta ao PS.Cresceu um niquinho de nada,é certo,mas foi um vencedor.
O CDS foi o terceiro mais votado,cresceu significativamente em número de votos e quase duplicou os deputados,ajudou a retirar a maioria absoluta ao PS,passou à frente do BE e PCP. Foi um vencedor a vários tìtulos.
O BE ultrapassou a fasquia dos 500 000 votos,duplicou o número de deputados,ajudou e de que maneira a tirar a maioria absoluta ao PS,passou à frente do PC.Tal como o cds, outro vencedor a vários títulos.
O PCP, por sua vez ,não fez as coisas por menos. Teve mais 14 000 -ou 0,3% de votos,mais um deputado,ajudou a tirar a maioria absoluta ao PS.Mais uma vitória,um vencedor.
Eu próprio
e creio que cada eleitor foi um vencedor, mesmo sem ter concorrido. Todos ajudámos a retirar a maioria absoluta ao PS, a dar-lhe a maioria relativa para formar governo,a eleger um ou mais deputados e os respectivos partidos a subir na votação e na escala hierárquica na Assembleia da República.
E é também por isso,por ser um vencedor,mas não só,que fiquei muito satisfeito com os resultados e me sinto cada vez mais orgulhosamnte português.Assim é que é bonito e justo.O negócio só é bom,como dizia o meu saudoso e sábio pai,quando todos ganham.

sábado, 19 de setembro de 2009

Rato por Lebre ?

O Dr. Pedrosa tem o dever de esclarecer os eleitores .

Caro Dr. Pedrosa :
Tenho por si uma elevada estima e consideração,desde há muitos anos,não obstante pouco termos convivido. È certo que em eleições nunca lhe dei o meu voto, por as minhas simpatias partidárias ,conhecimento,confiança pessoal e mérito próprio ,sempre me terem levado a optar por outro candidato, de outro partido que não o seu.
E não será ainda desta vez que terá o meu voto,pelas mesmas razões.
Não obstante,contribui com a minha assinatura para que o senhor pudesse candidatar-se como independente. Fi-lo por uma questão de consciência cívica e por isso não tem que me agradecer,nem estou arrependido.Voltaria a fazer o mesmo e fá-lo-ei de futuro sempre que alguém mo solicite,independentemente da sua matiz política ou ideológica,desde que democrática.
Vem isto a propósito de o segundo da sua lista para a Câmara de Alcobaça ser o Dr. Paulo Bernardino. È pessoa que conheço mal e, por isso, nada pessoalmente me move contra ele.
Porém,o pouco que lhe conheço de intervenções públicas e escritos,leva-me a concluir que em termos de ideário político e outras mais ou menos
valias, nada tem a ver consigo,nem com o projecto inicial da sua candidatura.
Nada disto teria importância se não se tivesse dado o caso de o movimento que o senhor criou,o MCIA ter por finalidade práticamente ùnica ,permitir-lhe a si Dr. Pedrosa poder com os seus reconhecidos méritos,concorrer à Camara de Alcobaça. Não tenha dúvida,foi o seu nome,foi a sua pessoa ( nenhum outro nome foi indicado ou era conhecido) que motivou e possibilitou recolher as assinaturas necessárias à sua candidatura.
Deu-se também o caso de ,numa reunião( para eventual convergência) entre diversos possíveis e agora actuais candidatos, me ter respondido taxativamente ,que em caso de não ser eleito Presidente da Câmara,não assumiria ser simplesmente vereador.
Nessa hipótese,muito provável,já que as hipóteses de vir a ser Presidente são práticamente nenhumas( este é o meu prognóstico que
òbviamente vale o que vale),teriamos o Dr. Paulo Bernardino no seu lugar . O que, convirá,deixaria completamente frustrados ,por ludibriados ,muitos ou até grande parte dos seus prováveis eleitores.
E ,também,por último mas não menos importante,um dos objectivos(pelo menos inicial) que se propôs com a sua candidatura,que era derrotar ou contribuir para a derrota da candidatura do PSD,ficaria completamnte defraudado.
Para que os eleitores fiquem a saber,sem margem para dúvidas,quem irá exercer o cargo de vereador em caso de eleição,o Dr. Pedrosa ou o Dr. Paulo Bernardino, permita-me a ousadia de pensar que o senhor, como homem e político ,não deixará de prestar esse esclarecimento, públicamente, por todos os meios publicitários que use em campanha e em todas as oportunidades.

Com toda a consideração,
Felisberto Matos

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Mnuela M. Guedes na RTP

No texto que publiquei no dia 13,cometi um lapso lamentável,ao afirmar que o PSD,não tem programa.
Esqueci-me que a DRª Manuela Ferreira Leite ,que não gosta que o poder político interfira na comunicação social, coerentemente,fez uma proposta absolutamente notável no sentido do pluralismo e isenção informativa da RTP,que pode salvar Portugal da asfixia política e elevar o jornalismo português aos píncaros da Verdade:
propôs à mais que isenta Judite de Sousa que contratasse a hiperisenta Manuela Moura Guedes para a RTP !!!
Pelo meu lapso, peço desculpa.

A padeira de Aljubarrota ressuscitada

Eis senão quando,alguém se dispõe a recuperar o brio nacional!
À falta de melhor, uma guerra ou pelo menos uma guerrinha dá sempre jeito em tempo de eleições.E que tal se declarássemos guerra aos nossos eternos vizinhos e inimigos ? Os espanhóis, é claro.Estão aqui à mão e mais do que à mão estão já cá dentro,entram e saem quando querem e lhes apetece,recebemo-los em nossas casas,nas nosssas empresas,restaurantes,bancos e regularmente invadem o nosso comércio e praias na Páscoa e no Verão e não há um português de gema que lhes barre o cominho!?
Não havia,mas já há!
Ao grito de espanhol aqui,acorre mais célere que bombeiro ao grito de fogo. È vê-la por aí,a nova padeira ,que dá pelo nome de Manela,de pá em riste :onde é que ele está,onde é que ele está ?

domingo, 13 de setembro de 2009

Os debates

A expectativa(a minha) era pequena à partida,e confirmou-se no final ,com ligeiros acertos,em relação a alguns candidatos.
Só alguém muito desatento à política terá sido colhido de surpresa quanto a questões ideológicas, programáticas ou políticas.
Quase tudo decorreu como já se esperava.
Não faço a mínima ideia de qual seja a influência destes debates na votação que venha a verificar-se.
Em termos formais,pelo menos aparentemente,Sócrates revelou-se mais forte do que seria de esperar,pois era o alvo perfeito para todos os restantes e, no entanto,saiu vencedor de todos os debates;Portas foi igual a si próprio ,o mais completo ilusionista dos truques já sobejamente conhecidos,por repetidos. Provávelmente irá sacar alguns votos ao PSD; Jerónimo de Sousa o grande resistente, surpreendeu com a sua postura delico-doce,muito longe da ímpeto que lhe é peculiar ,aguentou lindamente Portas e Louça e bateu Manuela Ferrera Leite em toda a linha; Louça esteve muito aquém da imagem de demolidor que tão laboriosa e merecidamente criou ao longo de anos e anos.Não conseguiu no essencial, diferenciar o BE do PCP a não ser pela antiguidade e eleitorado ,um mais novo outro mais velho.Saiu furada a expectativa de encostar Sócrates à parede,perdeu o debate.
Finalmente,Manuela Ferreira Leite perdeu todos os debates.Não me inspira pena,mas meteu dó. Arroga-se a dona a verdade e da ética mas mostrou-se
simplesmente arrogante,incoerente,falsa,sem qualquer coisa que se assemelhe a uma ideia ,incapaz de assumir as suas próprias responsabilidades,
e o seu dito programa de governo não passa de um tratado de reserva mental.À falta de programa ,o que a senhora pede aos eleitores è carta ou cheque em branco.
È claro que,Sócrates(mas não só) descascou-a até ao caroço!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

aguas limpidas , Tang e memórias , Deixa-me rir

Com o calor que por ai vai apeteceu-me um sumo de laranja . Por isso um destes dias entrei , com o suor a escorrer-me e pedi um sumo de laranja que vinha assim que a modos de meio morto. É Tang pensei. Recusei-o e pedi um sumo com nova dinâmica , mas a coisa estava da mesma côr. Pensei para os meus botões é Tang , o "gajo" pôs-lhe mais um bocado de corante , mas sem dúvida que é Tang. Cheirei , e claro era mais do mesmo era , está bem de ver , Tang.

Desisti , pedi uma água bem fresca e cristalina recomendando a colheita de 2004 aquela que foi engarrafada nas limpidas águas do Alcôa , coisa atestada pelo Exmo. SR. Engº. Beato Gonçalves , quando numa tirada histórica garantiu tal coisa a um tribunal ali em Leiria.

Com tal elixir , sentei-me à sombra das frondosas árvores que o Sr Byrne pôs à frente do Mosteiro , com algum cuidado porque os cagalhões frescos de alguns animais (cães? cadelas? outros?) assim o requereram e àvidamente bebi aquela saborosa poeira do saibro firme resistente a anti tudo (até anti-pessoas) que as criaturas ali puseram.

Então , levei indolentemente a garrafa da boa água do Alcôa e bebi um trago longo , descuidadamente pus a garrafa no chão justamente em cima de um dos cagalhões que por ali abundam e pensei. Ora aqui está uma bela merda! Por castigo , uma impressão na garganta afligiu-me , uma tosse violenta assaltou-me e já desesperado lá consegui deitar a escama de um dos muitos peixes mortos que no dia a seguir a tão grande especialista ter referido a pureza das águas ali apareceram a boiar , talvez por excesso de oxigénio.

Percebi então que o sumo de laranja não era Tang , não , era apenas o indicativo de Tanga. E depois foi só juntar e eis aqui o sublime segredo do sumo de laranja: A Nova Dinâmica da Tanga.

Beba quem quiser , cá para mim com a falta de memória que por aí vai a Tanga é capaz de continuar , acredito que mais reduzida e se assim fôr podem ficar com o traseiro à mostra , posição em que como é sabido a Alemanha perdeu a guerra.

Em todo o caso estou tranquilo , vivo numa terra de rios límpidos e cristalinos só as pessoas são opacas , mas as pessoas servem para alguma coisa? servem sim senhor. Servem para ser atiradas para dentro dos seus rios limpidos e relaxarem-se nos odores fantásticos de tais águas. Desejo-lhes tanta sorte como a que tiveram os peixes.

E por favor não se esqueçam de encomendar ao Sr. Byrne um receptáculo para os Tang, detritos, fezes e todas aquelas coisas em que dinamicamente são pródigos.

Uma definição inovadora de dinâmica : è a capacidade de dinamicamente ficar no mesmo sítio.

Definição de inteligência: é quando umas criaturas compram um terreno num local que há 400 anos era mar para aí fazerem um hospital ( cá para mim foi encomenda do Vasco da Gama).

Se não fosse tão deprimente daria para rir. Assim dá para rir tambem , porque na verdade isto não pode ser levado a sério. Nova Dinâmica. IH,IH,IH,IH,IH,Ih.

domingo, 6 de setembro de 2009

Direito à liberdade de expressão

A primeira coisa que um ser humano faz ao nascer(e penso que qualquer outro animal) é exprimir-se: chora,berra,grita,esbraceja,contorce-se.
Sem necessidade de mais filosofia,o direito à liberdade de expressão é congénito,é um elemento da própria vida.
Que a sociedade ao longo da sua marcha multimilenar (ainda hoje) assim o não entenda,será porventura o resultado da luta( sem quartel e utilizando todo o tipo de armas) pela sobrevivência,entre os mais fracos e os mais fortes.
Por ser congénito e inerente à vida,a liberdade de expressão inclui o direito à asneira,ao disparate,ao insulto,à ofensa,à verdade e à mentira,ao exagero,á imaginação,à invenção , à mudez ,ao ruído e ao silêncio.
O direito à liberdade de expressão só deve ser condicionado e eventualmente punido, excepcionalmente.Quando entra em conflito e ofende gravemente outros direitos igualmente relevantes do ser humano e da sociedade em que se insere.Como por exemplo,o direito ao bom nome,à honra,à intimidade da vida privada ,ao sigilo,à realização da justiça,...,....,... .
O fim do programa da Moura Guedes na tvi é um direito da administração desta.
No entanto,mais parece um atentado à liberdade de expressão.
Todos sabemos quanto a Moura Guedes se dedicou à caça de socialistas (agora tem sido Sócrates o alvo preferencial) e outros personagens
públicos e políticos que não lhe fazem o favor de achar graça aos seus insultos,difamações e julgamentos sumários e sem defesa ,na praça pública ,isto é,na dita TVI,onde tinha as costas quentes,pelo mais que insuspeito e isento,Eduardo Moniz,por mero acaso seu marido!
A Moura Guedes tem todo o direito ( se alguém lhe der abrigo) de fazer do jornalismo um pulverizador de trampa,mas não pode é depois vir armar-se em vítima ,por as suas vítimas recorrerem ao tribunal pedindo a sua condenação
por abuso de liberdade de imprensa ou ,por ser desnudada , vergastada e ridicularizada no seu próprio pelourinho , por um Marinho Pinto,ex-jornalista e actual Bastonário da Ordem dos Advogados .
Resta saber,se o fim do seu programa ficou a dever-se a pressões do dito Sócrates ou socialistas(o que na minha opinião seria parvo de mais) ou se pelo contrário, não passou de mais uma manobra encomendada do PSD (ou CDS) aqueles a quem nesta altura do campeonato eleitoral tal facto mais aproveita.
Não sejamos ingénuos:
com o processo Casa Pia sairam-se bem,decapitaram o partido socialista;com o processo Freeport, que é disso que se trata ,estão quase a decapitar o PS de Sócrates !

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Dias com àrvores

Gostava de ser uma àrvore.
Alta e frondosa.
Carvalho,tília,freixo,choupo,pinheiro,bétula,ulmeiro,palmeira,sequóia,cedro,
negrilho,àcere,cerejeira,carpa,camélia,mimosa,plátano,cupresso,loureiro,
castanheiro,acácia,araucária,amieiro,liquidâmbar,vidoeiro,amoreira,metrosídero,
figueira,cipreste,faia,magnólia,pereira, sabugueiro,oliveira,salgueiro,azinheira,
sobreiro,zambujeiro,eucalipto,nespereira.
Ou outra.
Uma árvore com sol,chuva ,neve e um rio,ou pelo menos uma ribeira ou riacho por perto.
E montes de bicharada.(Excepto o bicho homem que ,não se sabe bem porquê, não gosta de plantas e animais a não ser em cativeiro.)
Aposto que seria uma àrvore feliz !

----- Dedico este pequeno texto à pequena Bárbara que tem um pai- o Rogério -que em troca do Crisopa- me deu a conhecer o maravilhoso blogue http:www.dias-com-arvores.blogspot.com/
É claro que a Bárbara e o Rogério quando eu fôr árvore,poderão fazer parte da bicharada e trazer outros amigos.
Aliás,o blogue http://uniralcobaca .blogspot.com/ (para quem o não conhece) é já uma frondosa àrvore que promete os melhores frutos para Alcobaça.

domingo, 16 de agosto de 2009

Livros (12) - Filomena da Cunha

Título :Filomena da Cunha (1908 /2007)
(Retalhos de Sua Vida)
Autor e editor : Domingos Soares Rebelo
Distribuidor: Fundo Documental Soares Rebelo
Biblioteca Municipal de Alcobaça
Data: Abril de 2009
Páginas : 68
Tempo de leitura : 1 hora

Livros (11) - Os Filhos da Roda

Título : Os Filhos da Roda
Autor : Afonso Costa Santos Veiga
Edição de: AICIA -
Associação para a Integração das Crianças Inadaptadas de Arouca
Data : (Outubro ?) de 2007
Páginas: 140
Tempo de leitura :2 h e 30 m

Livros (10) - Historiografia Alcobacense

Título: Historiografia Alcobacense
Excertos da "Monarquia Lusitana" e da "Crónica de Cister"
Autores: Fr. Bernardo de Brito e Fr. António Brandão
Selecção de: José Pereira Tavares
Editora: Livraria Sá da Costa
Data: 1940
Páginas: 80
Tempo de leitura: 90 minutos

Livros(9) - História da civilização Ibérica

Título:História da Civilização Ibérica
(sétimo volume)
Autor:Oliveira Martins
Editora:Círculo de leitores
Colecção: A Geração de 70
Data:Dezembro de 1987
Páginas:270
Tempo de leitura:12 horas

Livros (8) - Nun´Álvares

Título: Nun´Alvares
Condestável E Santo
Biografia
Autor: D.António dos Reis Rodrigues
Editora: Aletheia
Data: Abril de 2009 - (1ª edição em 1961 ?)
Páginas: 114
Tempo de leitura: 2 horas

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Eleições autárquicas em Alcobaça -(3)

No dia 4 de Agosto fui à sede de candidatura do Dr. Pedrosa dar a minha assinatura para ele se poder candidatar à Câmara e o Prof. António Delgado à Assembleia Municipal, em representação do MCIA (Movimento Cívico Independente de Alcobaça ).Se eles são independentes ou apenas dissidentes partidários do PS de Alcobaça,è questão que não me diz respeito.
Ambos estão cientes,desde há meses,porque eu lhes disse,que lhes daria o meu apoio para se poderem candidatar,mas não lhes daria o meu voto.
Qualquer deles me manifestou respeito por esta minha aparente contradição. Conhecem-me ,como eu os conheço.O dr .Pedrosa há muitos anos,o escultor António Delgado há menos tempo.
Dei-lhes este apoio,pela consideração pessoal que me merecem e sobretudo por uma questão de coerência com as posições públicas que em diversas circunstâncias e desde há pelo menos uns doze anos venho manifestando quanto a eleições autarquicas.
Sem desvalorizar o importantíssimo papel que os partidos tiveram no desenvolvimento e desempenho da governação autárquica,sou de opinião que neste capítulo,os partidos enquanto tal,deveriam retirar-se e devolver aos cidadãos a iniciativa política.
Em postagens anteriores já fiz algumas referências a este assunto.
Assinei o apoio às candidaturas supra referidas e passarei doravante a assinar quaisquer outras em iguais circunstâncias,pois considero absolutamente imoral
que a lei imponha condições discriminatórias em prejuizo de grupos de cidadãos
e em favor dos partidos,para se poderem candidatar aos òrgãos autarquicos.
No caso específico ,para a Camara de Alcobaça uma lista de independentes terá de reunir à partida o apoio de quase 2400 assinaturas!!Uma enormidade ,se tivermos em conta que alguns dos partidos concorrentes, nas eleições não chegam a obter votos correspondentes a um terço daquele número ! Isto para já não falar em aspectos relacionados com o finaciamento das campanhas ,em que os independentes também são penalizados.
Nas eleições autárquicas voto nos cidadãos e equipas que considero mais sérios,competentes , preparados e respectivos programas,independentemente dos partidos que os proponham.
Nesta data,a dez dias de ficar completamente definido o elenco de candidaturas,não é de esperar grandes surpresas.
Nas próximas autárquicas,não è segredo para ninguém,irei votar mais uma vez ,nas equipas lideradas pelo Rogério Raimundo e Isabel Granada,propostos pela CDU.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

CRISOPA - jornal com nome de insecto

Jornal de informação técnica (agrícola).
Periodicidade: mensal
Publicado desde 1997- Julho de2009- nº102-série ll - preço avulso 1,50 Euros
Tiragem:4 000 exemplares
Propriedade: AVAPI-Associação Para a Valorização Agrícola Em Produção Integrada
Contacto:Apartado 167- 2460-601 ALCOBAÇA
Director:Carlos Matias

Este jornal, já com doze anos de existência, chega a todos os cantos de Portugal e no entanto,mal se dá por ele.Ainda assim, é um dos responsáveis por uma cada vez melhor qualidade dos produtos da terra que comemos.
Não sou agricultor ou técnico agricola,mas não dispenso a sua leitura.Gosto especialmente do caderno Companheiro de Campo.Este número é dedicado aos
Conselhos de Juho a Setembro.Aprendi umas coisas sobre a mineira, cochonilhas,mosca do mediterraneo,afídeos e actinidea,pragas que atacam os citrinos.
Em termos de horticultura fiquei a saber muito mais sobre pepino e feijão verde.
Novidade absoluta é a que os nemátodos não atacam só os pinheiros bravos mas também estas e outras culturas.
Para além disso,quem quiser sair da rotina lexical da sua profissão ou da ensurdecedora verborreia política ,cada dia que passa mais tóxica,poderá deliciar-se com a surpreendente musicalidade de termos e nomes,para além dos já citados,como por exemplo: bitter pit,fusariose,oídio,fuji,water-core,coeur vitreux,corky spot,broca,erinose,moniliose, cydia,exúvia, cecidómia,citrella,crisopa.
Ah ! já me esquecia duma de que gosto particularmente,nem sei bem porquê:
abamectina.
Senhor Director:
Obrigado pelo Crisopa.Continue se faz o favor.Não sabia ,mas fica a saber: converteu-me .Mal me reforme,viro agricultor. Já tenho tudo: jipe,tractor,alfaias, enxadas, ancinho,pulverizador,tesoura de poda,porta-enxertos,sementes,adega, câmaras frigoríficas.
Terra ? Acha que é mesmo necessária ?

Trinta dias de apagão

Nem deliberadamente ,nem por mero acaso.
Foram trinta dias sem notícias da actualidade.Não li,não ouvi,não vi - jornais, televisão,rádio,internet,blogues.
Ainda assim,após breve relance por alguns jornais de hoje e visita a alguns sites e blogues,verifico que não estou desactualizado,isto é,não perdi nada de importante.As conversas do dia a dia e os comentários soltos que fui ouvindo aqui e além , foram suficientes para me manter informado quanto baste.
Entretanto,morreram uns milhões de pessoas e nasceram outras tantas ou mais.
O mundo está diferente,mas à superficie parece igual.
Eu não noto a diferença.
Por muito que custe à vaidade de cada um de nós,a nossa ausência,a nossa morte terá tanta influência na marcha do tempo, quanto a daqueles que nos precederam.

domingo, 5 de julho de 2009

Erudição involuntária

Os três textos anteriores ,para mim ainda inexplicávelmente,saíram parte em português,parte noutra escrita que também ainda não sei qual seja.Talvez árabe,cirilíco ou outra parecida.Ignorância a minha!Bem gostaria de dominar outras línguas e escritas, mas para além de arranhar o português vou dando uns pontapés em mais três ou quatro e por aqui me fico.
Não se trata pois de uma brincadeira como alguns bons amigos pensaram.Antes o tivesse sido.Nem se trata de mensagens cifradas,hipótese que outros puseram.
São textos simplórios e de fraca valia como todos os anteriores,sobre assuntos banais,meras reflexões sobre o quotidiano.È para isso que serve este blog e nada mais.
Os textos até têm um aspecto gráfico bonito e vou deixá-los ficar como estão.
Se conseguir vencer o meu atavismo tecnológico com esta horrível maquineta a que chamamos computador, traduzi-los-eis para português ou pelo menos tentarei reconstrui-los,nem que seja por aproximação.
A ver vamos.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

एस्टु पीओर कुए अ esquerda

Já não सी कुए língua फलो ओऊ एस्क्रेवो.एस्टु बरल्हादो।Não अद्मिरा,कॉम अ confusão अ कु एस्तेस पर्तिडोस ,políticos ऐ जोर्नालिस्तास नोस सुब्मेतेम।Será àrabe ,será chinês,será वायरस? नोर्मल्मेंते não एस्क्रेवो अस्सिम.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

A convergência de esquerda para a Câmara de Lisboa

A esquerda portuguesa tem uma notável tendência suicidária !
Pior que isso, é autofágica ! Antes ओ संतान लोपेस ऐ ओस सूस मुचाचोस दो सदस que उम अकोर्दो mínimo एंट्रे forças que से रेक्लामम de esquerda,óbviamente,कदा uma मिस que A ओउत्र!
ऐ से fõssem तोडोस para ओ रियो que ओस परता?
एस्तामोस तोडोस,इस्तो é,ग्रांदे परते डॉस एलेइतोरेस,cidadãos,A फिकार फर्तोस दस वोस्सास बिर्रिसस ऐ डॉस वोस्सोस princípios सेम princípios!कुँल्कुएर दिया पेर्देमोस paciência बैक्सामोस-वोस अस calças ऐ दमोस-वोस उमस बोअस नाल्गादास não no राबो मास नस fuças! वेजम से têm juízo ! दिविदिडोस ,पर्तिडोस já एस्तामोस que चेगुए एम् कदा फ्रेगुएसिया ओऊ recôndito लोकल ओंदे हबितेम दुआस अल्मास पेनादास,não é प्रेसिसो दिविदिरेम-नोस आइन्दा मिस! Já não चेगामोस para किनको पर्तिडोस! para ओस प्रोब्लेम्स दा नोस्सा फ्रेगुएसिया,एम् बोया वेर्दादे,até नेम प्रेसिसमोस de नेन्हुम! ओ अलार्गामेंतो दो cemitério,ओ चाफरिज़ ओऊ ओ अल्कात्रोअमेंतो दा एस्ट्राडा é वोंतादे उननिमे ऐ A política só कोम्प्लिचा।Façam अस लिस que A जनते cá से गोवेरना।
A esquerda दिवेरते-से a एन्ग्रेंद्रार diferenças ऐ divisões,A दिरेइता estúpida को सेम्प्रे,को कुएम não कुएर A किस,वाई-से उनिन्दो.नेस्ट अल्तुरा दो काम्पोनातोवाई कॉम सेस्सेंता coligações नस औतर्क़ुइकस ऐ uma प्रोमेतिदा para देपोईस दस लेगिस्लातिवास।
एस्टु कदा वेज़ कॉम मिस dúvidas:ओस पर्तिडोस de esquerda serão मेस्मो de esquerda ओऊ srão सुब्मारिनोस दा दिरेइता?

Ana Lourenço -A entrevistadora

Ana lourenço ,a entrevistadora da sic notícias ,no panorama televisivo português,está
रेवेल
र-से ,दो मु पोंतो दे विस्टा,सिम्प्लेस एस्पेक्टादोर,अ मेल्होर एंट्रे तोडोस(अस) एंट्रेविस्ताडोरा गेनेरालिस्ता ऐ política.
अ Ana ल। é उमा मुहर जोवेम ऐ ऐ Esfíngica ऐ कुँसे ग्लासिअल,não प्रोमेते à पर्तिदा एंट्रेविस्तास एस्पेक्टाचुलारेस,नो एन्तान्तो,तेम-नोस प्रोपिसिअदो अस एंट्रेविस्तास मिस मिस एलुसिदातिवास दस televisões पोर्तुगुएसस.
को बोया जोर्नालिस्ता कुए एविदेंचिया सेर não से एंट्रेविस्ता अ सी própria ऐ dá तोड़ो ओ देस्ताकुए औ एन्त्रेविस्तादो।
Não इन्तेर्रोम्पे अ despropósito अस रेस्पोस्तास दो एन्त्रेविस्तादो,इम्पेदिन्दो-ओ दे एक्स्प्रेस्सर ओ सु पेंसमेंतो,não लहे अत्रिबुई declarações कुए एले não फेज़ ,não लहे opõe अस सुअस próprias opiniões ,não ओ त्राता को अमिगो ओऊ इनिमिगो,não ओ जुल्गा।
अस सुअस एंट्रेविस्तास são उम एक्सेम्प्लो कदा वेज़ मिस रारो दे उम बोम जोर्नालिस्मो।
अ अग्रेस्सिविदादे,presunção,एगोसन्त्रिमो,वेदेतिस्मो दे उमा जुदिते दे सौस,Mário क्रेस्पो,मौर गुएदेस, Constança ऐ कन्हा ऐ ओउत्र्स ऐ ओउत्रस क़ुएजन्दोस não só não प्रेस्तिगिं ओ जोर्नालिस्मो तेलेविसो को além दिस्सो,प्रेस्तम उम मौ serviço ओस पोर्तुगुएसेस।Não é पारा इस्सो कुए ल्हेस पगामोस!

sábado, 13 de junho de 2009

A quatrelle ( 4 L ) verde






O orgulho de PENEDONO
Se não fôr o orgulho de Penedono,é pelo menos o orgulho,a vaidade ostensiva e proclamada do seu dono,o sr.João da Ressurreição Carvalho !
Este homem tem duas paixões:a sua Renault 4L e o Sporting ou vice versa; primeiro foi o Sporting ,mas agora acha que já pende mais para a sua velha companheira de andanças ! o carro mais bonito do mundo e ao que julga o único, verde,verde,verde !
Está velhinho,é de 1986,mas bem conservado e não há dinheiro que lho compre.
Vender? nem pensar nisso!
Só há uma coisa com que não se conforma: a pintura custou-lhe os olhos da cara,muito mais do que a 4L valia na altura,1280 euros! Ora veja aqui neste papel que nem factura é ! Vi e é verdade.Mas valeu a pena amigo. isso valeu !
Para que conste,fotografias obtidas no dia 3 de Junho à hora do crepúsculo.

Eleições para o Parlamento Europeu

A Oeste nada de novo

A U.E. parece indiferente aos ventos de mudança à escala mundial.Nem a crise económico financeira,nem a mudança significativa nas políticas interna e externa dos EUA a demovem. Bush foi arredado nos EUA mas permanece de pedra e cal entre nós.Os mesmos personagens,as mesmas políticas ,as mesmas receitas,com tendência para um ainda maior conservadorismo.
Confirma-se o enorme alheamento dos cidadãos em relação às instituições europpeias,como se elas não não fossem coisa sua ,mas apenas de uma classe política burocratizada.O que não deixa de ser verdade.Os europeus sentem-se pouco europeus.
Confirma-se tb o divórcio indisfarçavel entre o cidadão eleitor e os partidos,em todos os países da UE. A abstenção e o voto em branco são um partido que representa o dobro de todos os outros juntos.Não reconhecer o seu carácter potencialmente explosivo ,poderá trazer-nos surpresas inimagináveis,para o bem ou para o mal.
Em Portugal,à esquerda-BE e PCP- e à direita-CDS e PSD- do PS, reforçaram-se.
O PS com as suas habituais,teimosas políticas conservadoras e malparidas reformas, deram um novo e imerecido alento ao PSD.
O que podemos desde já antever é que o resultado das próximas eleições legislativas, dificilmente trará mudanças significativas.Quando muito mudará o tocador mas a música será a mesma.

terça-feira, 2 de junho de 2009

O Bastonário da Ordem dos Advogados (II)

Acabei de ver o debate sobre a Ordem dos Advogados na TV 1,programa Prós e Contras,sob a direcção de Fátima Campos Ferreira.
Debate elucidativo,como poucos tenho visto, no mesmo ou noutros programas e TV`s.
Os advogados que acusam o Bastonário de desprestigiar a Ordem e os próprios advogados,têm por principal e quase único argumento, "o estilo do Bastonário".
Falso e inócuo argumento ! Como se a estética (verbal ou fisionómica) embora não desprezível,fizesse o cargo ou a função !
Não me parece que o estilo dos que estão contra seja melhor e até, nalguns casos, me parece bem pior.O Bastonário Marinho Pinto(não é nenhum Obama) mas prefiro o discurso directo,claro,puro e duro ao discurso muito polido ,retórico,vago,reverente,impreciso que necessita de não sei quantos intérpretes
para se tentar decifrar o que quis dizer e nunca se chega à conclusão do que efectivamente disse. Esse tipo de discurso,habitual no Presidente da República,serve a todos e a ninguém.Cada um tenta apropriar-se do que lhe parece favorável e atribui aos outros o que não lhes convém.
O Bastonário fala português claro,claríssimo,vernáculo que toda a gente entende e os seus adversários melhor que ninguém! O problema está e só aí,no que ele diz e não como o diz! (Não quero com isto dizer que concorde com todas as suas afirmações e ideias) .
O problema está em que os que o atacam nunca aceitaram democráticamente que ele tenha vencido as eleições e o seu programa de acção!
Não aceitam que ele denuncie o compadrio e promiscuidade(qualquer que seja o governo) entre a política e as grandes sociedades de advogados!
O problema está em que meia dúzia de advogados, desde o início, tenham tentado e continuem,servindo-se dum acesso priveligiado à comunicação social,trazer para a praça pública questões internas,o denigram sem o mínimo pudor,mintam descaradamente,o espicassem ,o sabotem e depois venham clamar que Bastonário não os ouve,que os insulta,que insulta ou põe sob suspeição toda a classe !
O problema está em que o Bastonário tem posto o dedo em muitas feridas !
Este Bastonário é incómodo,muito incómodo ! Ainda bem!Foi por isso que votei nele e lhe darei o apoio que entender possa prestar-lhe.
Marinho Pinto, Meu Bastonário,chegaste bem para eles ,continua.
Um abraço do Colega

domingo, 31 de maio de 2009

Votar para o Parlamento Europeu

Tempos houve(antes do 25 de Abril 74) em que fui para votar e não me foi permitido.Eu, como muitos milhares de outros cidadãos,por não sermos da côr,eramos apagados dos cadernos eleitorais pelos esbirros do regime.
Por isso,desde que há eleições livres,nunca abdiquei de dar o meu voto, de contribuir para eleger aqueles que nos irão representar nas diversas instâncias do poder.
Podemos queixar-nos e lamentar que, por vezes, os que elegemos não correspondam às nossas expectativas.Ou que a participação do cidadão se resuma muitas vezes e só,a votar.E que daí para a frente,poucos ou nenhuns dos eleitos se preocupe em conhecer a nossa opinião sobre matérias que a todos interessam.
Mas pior que tudo será demitirmo-nos de ter opinião, permitirmos que outros usem e abusem do nosso silêncio.
O Parlamento Europeu será mais um sítio onde as nossas vidas estarão a ser jogadas.
Não me é indiferente quem fará o jogo.
A direita europeia tem sido maioritária e trouxe-nos ao actual estado de coisas,
que já está a sair-nos extremamente caro e penoso.Não creio que possa inverter o sentido de marcha ,sem danos ainda maiores.
Vou votar,mais uma vez , à esquerda.
O BE,PCP e PS têm bons candidatos .
Votar em qualquer deles será sempre preferível a não votar ou votar em branco ou nulo.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Pôr-do-sol na NAZARÉ









Para desanuviar das postagens anteriores,maçudas quanto baste,façamos uma pequena viagem ao passado - 14 de Março de 2009 - e à natureza ,com estas fotos gentilmente cedidas pelos seus autores SARA MATOS e ALEX.
Se fizer click em cima de cada foto poderá vê-las do tamanho do ecrã. E então,,na linha do horizonte,observará nas fotografias 3 e 4,ao centro,as ilhas Estelas e Farilhões;nas fotografias 5 e 6,respectivamente ao centro e à direita,a ilha Berlenga.




sábado, 23 de maio de 2009

O Bastonário da Ordem dos Advogados

António Marinho e Pinto

Meu Caro Colega e Bastonário:
Quando te candidataste sabias que não ia ser fácil ganhar e,ganhando, não terias facilidades em cumprir o teu mandato.Mesmo assim persististe e foste em frente.
No próprio dia das eleições,ainda antes de conhecido o resultado,mas porque já se percebia que que irias ser tu o Bastonário,dois dos teus antecessores -Júdice e Pires de Lima - em comentários televisivos ,não perderam tempo e desferiram contra ti o ataque mais despudorado de que tenho memória. Acho que até santo te chamaram !!
Tiveste a calma suficiente,não lhes deste troco e venceste o primeiro round.
Não te intimidaram e,mesmo nos momentos mais solenes,abertura do ano judicial, perante as mais altas individualidades políticas e judiciais,disseste ao que vinhas, claramente dito.
Creio que não eras tão ingénuo que não soubesses que nós portugueses, somos por norma seres pacíficos,tolerantes e perdoamos tudo,à boa maneira judaico-cristã,especialmente aos nossos inimigos,desculpem, queria dizer adversários.
Só há uma coisa que não perdoamos:que nos tirem a peruca da hipocrisia,que nos atirem com as verdades para cima -por mais evidentes que sejam - e pior que isso,em público ! É que não sei se sabes,as verdades são mais duras e ferem mais que pedras.
Seguiste o caminho que nos prometeste - coisa a que não estamos habituados - e agora ,ainda que o quisesses,não podes voltar atrás.Estás condenado a ir até ao fim,custe o que custar,a ti,a nós e a eles.Esperemos que mais a eles que a ti e a nós.Ao longo de tantos anos ,criámos o malvado hábito de resistir ,resistir ,resistir que para alguma coisa nos há-de agora, e mais uma vez,valer.
O que tu foste fazer:
já não te chegava a animosidade de proeminentes magistrados judiciais,do ministério público,da polícia judiciária,do ministro da justiça,de deputados,de policiais,de Ilustríssimas sociedades de advogados,e sei lá que mais, tinhas ainda que defrontar-te com a mais isenta,pluralista, objectiva, ética comunicação social!
Ainda por cima,uma mulher,uma senhora desprotegida, tímida,humilde, afável,graciosa,cortês,delicada,instruida, formada,educada,competente, ingénua,bem intencionada, ... ,...., .... e ,casada !
Desculpa lá,mas aqui passaste os limites.
A senhora tem alguma culpa de estar no lugar em que está? Se houvesse jornalistas suficientes em Portugal achas que a pobre criatura se sujeitava a fazer aquele triste papel,ao que dizem,tão mal pago ?
Outra coisa em que não estiveste bem foi teres pedido à senhora que te olhasse bem de frente ,olhos nos olhos. Acho eu e muito gente achou isso indecente!Assim como apontares-lhe o dedo,a abanar,abanar,como se quisesses hipnotizá-la.Também falaste alto de mais(devias ter sussurrado )enervaste-te e não era caso para isso,só porque a senhora te quis julgar na praça pública,quer dizer na televisão,o que bem vistas as coisas é um privilégio a que nem todos têm direito,mas tu não percebeste que a senhora estava com boas,direi mesmo ,as melhores intenções.Por mais injusta que fosse a sentença, deverias ter agradecido a benevolência da juíza e teres-te culpado a ti por não teres merecido a absolvição.
Em resumo foste vulgar,nada elegante e isso é um pecado mortal para um advogado que se preze.Razão teve o teu amigo Júdice,que logo a seguir comentou num canal da concorrência," que és gordo,um populista,um Chavez,um Mussolini ".
Ele sim, o Júdice é elegante,fala dos amigos como se fôsse dele próprio,saudoso dos tempos de Coimbra- tu e muitos outros na cadeia por combater o fascismo e ele como bom salazarista a bater palmas a quem vos mandou prender.
Não te esqueças de lhe agradecer.
E prepara-te. O melhor vem a seguir : como falas muito alto,incomodas, estão a fazer-te a cama,pôr-te a dormir,para te calar.
Por estas bandas, a justiça tal como por aí,por todo lado,a justiça vai bem mal e recomenda-se.
Abriste mais uma fenda na muralha do conformismo.Ateaste o direito à indignação contra o jornalismo mercenário ,vamos ver se o exemplo prolifera.
Fico ao teu dispôr no que puder ser-te útil.
Um abraço do Amigo e Colega

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Monopólio partidário (continuação)

Ao Rogério
Ao Anónimo
Ao Antońio
À Lúcia
Vou tentar responder a todos ,sem me alongar muito.
Utilizo o termo independente,sem grande rigor,mas por ser o mais usual em gíria política.Apartidário,seria porventura o mais correcto.Neutral,para mim é aquele que não tem opinião ou não tem opções políticas (ou outras )definidas.
Independente,apartidário,significa tão só que não está inscrito,vinculado a um partido.NÃO SIGNIFICA QUE SEJA CONTRA OS PARTIDOS,NÃO SIGNIFICA QUE NÃO TENHA OPÇÕES POLÍTICAS BEM DEFINIDAS,NÃO SIGNIFICA QUE SEJA AMORFO,QUE NÃO APOIE PARTIDOS,QUE NÃO INTERVENHA POR MÚLTIPLAS FORMAS EM CAUSAS DE INTERESSE PÚBLICO .
Pelo contrário.
O independente é interventivo.Tem opinião e participa.Mas não se sente obrigado a seguir pela arreata dum partido,quando vê ou pensa , que aquilo que lhe propôem não é o caminho
certo .
Há muita política e vida para além da vida partidária!
Seguramente teriamos cidadãos mais conscientes e interventivos se os partidos(todos) em vez de quererem contolar tudo,estimulassem,ouvissem os cidadãos(a começar pelos seus próprios militantes e simpatizantes.
Os partidos sem excepção,burocratizam-se eles próprios.
Entram em pânico quando algum ou alguns militantes assumem interna ou públicamente discordâncias em relação à linha dominante no partido! Veja-se o que se tem passado com todos eles:PSD;CDS; PS;PCP ;BE; ainda tão recentemente !!!!
O independente,não é seguramente melhor ou isento de erros ou defeitos que os que pertencem aos partidos.Está è numa posição que lhe permite muitas vezes ter uma sensibilidade ou opinião mais próxima do ccidadão comum,não limitado pela estrita e quantas vezes estreita visão partidária.
Para quebrar a rigidez,sectarismo,intolerância partidária é necessário que alguém de fora force os partidos a abrirem-se á comunidade.Não basta dizer,entrem nas nossas listas,apoiem-nos,votem em nós.
Basta ver o que se passa actualmente por todo o país,no que toca a eleições autarquicas,nomeadamente em Lisboa, e Alcobaça e sabe-se lá em quantos outros concelhos:a esquerda ,independentes incluidos,tem já cinco candidatos à Camara !!! O PSD esfrega as mãos de contente, è claro!!
Aqui em Alcobaça,só não haverá uma candidatura unitária e ganhadora se os direcções partidárias nacionais,o impedirem,à semelhança do que aconteceu
repetidamente em eleições anteriores.
Se puserem de lado sectarismos sem o menor sentido a nível local,se derem ouvidos aos cidadãos,outro galo cantará!!

21 de Maio de 2009 22:49

Este texto é uma resposta aos comentários feitos pelos pelos amigos Rogério e António Matos ( pela Lúcia Duarte que não tenho o prazer de conhecer e Anónimo ) na minha postagem anterior de 19 de Maio. Por todos eles serem um quanto diferentes mas incisivos,recomendo a sua leitura.


terça-feira, 19 de maio de 2009

O monopólio dos partidos nas eleições

Os partidos não são todos iguais.
E daí?
Não há lugar a correntes de opinião diferentes?
Os partidos esgotam as opções políticas dos cidadãos?
Por que é que os cidadãos se revêem cada vez menos nos partidos existentes?
Por que é que a abstenção é cada vez maior?
As respostas a estas perguntas,cada vez mais insistentes, ainda não foram dadas.
Ou quem ensaiou respostas,não foi convincente.
A verdade é que o descrédito em relação aos partidos aumenta.E, ou se encontram soluções democráticas ou a tentação autoritária ganhará força.Não só em Portugal como eventualmente em muitos outros estados,nomeadamente europeus.Não se deve correr esse risco.
A solução passará,em parte, inevitávelmente,por uma maior responsabilização dos partidos que governam.Não podem continuar impunes quando sistemáticamente burlam o eleitorado! Durante o periodo eleitoral prometem uma coisa e mal chegam ao governo fazem outra.
A título de exemplo: O PSD (durão Barroso) prometeu um choque fiscal -baixa de impostos.E assim ganhou as eleições.A sua primeira medida de governo foi aumentá-los!
Com o PS e Sócrates passou-se o mesmo!
O(s) Presidente(s) da República, Sampaio e Cavaco exigiram-lhes o cumprimento dessas promessas?Claro que não.Foram coniventes com a mentira. Ou não tivessem vindo eles desses mesmos partidos !
A solução passará também, por entre outras alternativas,a de os partidos não deterem em regime de monopólio, a possibilidade de concorrer aos órgãos de soberania e repartirem entre si ,rotativamente,os cargos de estado,empresas públicas e outros tachos.Nomeadamente,o poder judicial,pseudo independente!!
Um partido constitui-se com 5000 assinaturas. A partir daí,pode concorrer a eleições e ter menos votos que esses ,que ninguém lhe retira a qualidade de partido.Continua a poder concorrer,ter tempo de antena ,receber subsídios.
E os cidadãos não inscritos nos partidos,que são nada menos que 95% ?
Actualmente só lhes resta concorrerem á sombra dum partido,para este poder mostrar quanto é abrangente, absterem-se ou votar no que consideram o mal menor.
Não é possível fazer listas de independentse para as legislativas,porquê ?
Para concorrer às eleições autarquicas em listas de independentes é necessário colher antecipadamente mais assinaturas que militantes tem o conjunto dos partidos nessa autarquia. A regra é:tantas assinaturas quanto o resultado encontrado pela fórmula seguinte:númmero de eleitores a dividir pelo triplo de eleitos para cada órgão.
Por exemplo no concelho de Alcobaça: sendo 50 000 eleitores ,serão eleitos sete vereadores para a câmara.Donde 50 000 a dividir por 21 teremos 2380 .
2380 assinaturas para concorrer à câmara como independentes,quando os partidos todos juntos,nem 500 inscritos terão,e para concorrerem basta-lhes os nomes dos que compõem as listas!!!
Alguns partidos em Alcobaça,em eleições passadas obtiveram menos votos do que assinaturas são necessárias para se poder concorrer com uma lista de independentes!!
Se isto não é monopolismo partidário,é pelo menos um grave entorce e atrofia democrática.
Voltaremos ao assunto com outras questões e exemplos.
De momento,reafirmamos:
os partidos têm de devolver-nos parte dos poderes que detêm em exclusivo,hoje,que ontem já era tarde!

domingo, 10 de maio de 2009

Portugal:o regime democrático-partidário-monopolista

Trinta e cinco anos consecutivos de democracia em Portugal ,não é pequena façanha,para um país que nunca antes soube o que isso era,nos seus novecentos anos de história !
Bem vistas as coisas,a democracia é ainda uma criança em práticamente todo o lado onde existe,mesmo nos países que se reclamam de democráticos há mais tempo e onde está mais crescidinha.
Estados há em que a dita , ainda nem sequer nasceu.
Não admira pois,que em Portugal não tenhamos um regime democrático perfeito ou perto disso.
A democracia ,em boa verdade,tarde ou nunca será perfeita,pois quanta mais temos,mais necessitamos,mais exigentes somos e seremos no futuro.
Democracia e liberdade(s) não é só votar nos partidos ,de tempos a tempos,para eleger governantes.
Queremos mais ,muito mais !
Para só falar de um aspecto mas muito importante ,há que reconhecer sem hesitações,que os partidos em Portugal,têm tido um papel imprescindível no desenvolvimento e consolidação da democracia.
Porém,nada justifica que decorridos 35 anos,se tenham tornado verdadeiros monopólios do poder de iniciativa,participação e exercício do poder, práticamente a todos os níveis.
Quem não pertence ou não diz amén a um partido, tem menos hipóteses de se fazer ouvir ou participar da coisa pública que de fazer passar um elefante pelo
buraco duma agulha ou,modernamente,ser totalista no euromilhões!
Os cidadãos inscritos no conjunto dos partidos portugueses não são,porventura, mais que 200 mil numa população de 10 000 000. E dentre os inscritos,não serão mais que 20 000 a participar regularmente nas actividades partidárias e destes,com toda a certeza, são em número muitíssimo menor os que
participam na tomada das decisões mais importantes de todos eles.
Contas feitas e na melhor das hipóteses :
só um em cada cinquenta cidadãos está inscrito num partido;
só um em cada quinhentos participará regularmente nalguma actividade partidária.
E,como toda a gente sabe,as decisões mais importantes ,são tomadas em cada partido,por elementos dos órgãos de direçcão,o que reduz os decisores político-partidários a um número insignificante da população portuguesa.
As leis feitas por estes mesmos partidos que regulam o direito do cidadão poder, por exemplo, candidatar-se como independente em eleições aos órgãos de soberania, na prática,em vez de possibilitar ,impedem;em vez de facilitar e estimular uma democracia participada, inibem e dificultam.
Os partidos monopolizam a actividade política e não só !Não abrem mão dos seus injustificáveis(actualmente) privilégios.
O resultado é o seu descrédito e a abstenção crescentes.
Por isso,senhores partidos: vão ter que nos devolver parte desses poderes ! Hoje,porque ontem já era tarde !

domingo, 3 de maio de 2009

Vital Moreira e a demagogia

O Vital Moreira foi agredido na manifestação do 1º de Maio em Lisboa,promovida pela CGTP.
O que as imagens televisivas mostram é que foram um ou dois indivíduos (entre muitos milhares de manifestantes) exaltados,que o fizeram.Vários outros que se encontravam próximos,tentaram impedi-los e até criaram uma barreira de protecção para que ele pudesse sair sem mais incómodos.
Óbviamente,tais actos de sectarismo e intolerância são lamentáveis e inadmissiveis, em democracia. Mesmo sendo actos isolados e incontroláveis ,como parece ter sido o caso.
Porém,isso não justifica que Vital e o Partido Socialista partam daí para atribuir
a culpa do sucedido ao PCP e à CGTP.
Quando o fazem e como o fazem(ver blog Causa Nossa) estão a ser tanto ou mais sectários e divisionistas quanto aqueles a quem acusam.
Temos ainda na memória o que aconteceu na Marinha Grande ,há cerca de vinte anos,na campanha eleitoral para as presidenciais,em que Mário Soares sofreu ataque idêntico.O resultado foi o que se viu.
O PS parece que precisa de estímulo idêntico para as eleições que se avizinham,o que até se compreende devido á sua política desastrosa em vários domínios.
O Vital Moreira, pelo contrário,por uma questão de coerência mínima,deveria afirmar-se pelo seu próprio valor (que tem e lhe é amplamente reconhecido) e não,embarcar na demagogia barata que o PS lhe serve oportunistica e abundantemente.
O que valeu na altura,a Soares, pode muito bem virar-se agora , contra o Vital.
Esperemos ,para ver .

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Justiça (5)

O presidente do sindicato dos magistrados do ministério público,João Palma,mal acabou de ser eleito,a primeira declaração pública que fez, foi a de que queria uma conferência com o Presidente da República para lhe comunicar as pressões que estavam a ser feitas sobre os magistrados do ministério público que investigam o caso Freeport. Só ao Presidente da República as comunicaria.
A dita conferência ocorreu ontem.
O que lá foi dito ,não se sabe.
Há aqui qualquer coisa de estranho,que não bate certo.
A primeira : como è que ele ainda antes de ser eleito,teve conhecimento das ditas pressões ?
A segunda :quem o informou ?
A terceira :a que título foi informado ?
Quarta:quem o informou a ele,porque razão não informou o Procurador Geral da República.
Quinta :ou terá recorrido a ele, porque foi informado o Procurador Geral e este não ligou peva ao assunto?
Sexta:se só comunica ao Presidente da Repùblica e não ao Procurador Geral,seu máximo superior hierárquico,é porque não confia nele,isto é,desconfia dele.
Sétima:se não confia nele,qual a razão?
Oitava:não tinham os investigadores que terão sido pressionados a obrigação de participar por escrito,criminalmente contra aqueles que os pressionaram?
Nona :fizeram-no?
Décima:se o não fizeram, a entidade competente para denunciarem as pressões era um candidato a presidente do sindicato?
Décima primeira:não haverá aqui mais uma violação do segredo de justiça?
Décima segunda: ou o presidente do sindicato tem razão para não confiar no Procurador Geral da República ou não tem.Em qualquer dos casos ,quanto tempo vamos ter de esperar para vermos um ou outro como arguido ou com processo disciplinar?
Décima terceira: até quando ,acreditará o cidadão na justiça feita por estes interpretes ?

terça-feira, 28 de abril de 2009

Pausa para publicidade...

Volte à sua melhor forma. Livre-se de tensões, relaxe, corrija a postura, tonifique os músculos e articulações, conecte-se com a sua respiração, a sua força vital, aumente a energia e vitalidade, e sobretudo conheça-se, seja você mesmo, em plenitude, através desta filosofia milenar.

Aulas suaves e acessíveis a todos no Dino´s Health Club, e praticas intensas na...

http://yoga-alcobaca.blogspot.com/

Apareça e divulgue...

domingo, 26 de abril de 2009

Nuno Àlvares Pereira - santo?

O nosso herói nacional ficou na nossa memória pelas batalhas que venceu, especialmente a de Aljubarrota.

Poderá ter sido tudo ,naquele tempo,menos santo.
Que o classifiquem agora como tal(seicentos anos decorridos) ,é uma maldade inqualificável que se faz ao nosso património histórico,à nossa inteligência ,ao nosso patriotismo, aos jovens de hoje e aos vindouros.

A igreja católica tem o direito de rezar a quem entender, mas deveria ter também a humildade e o cuidado de não se apropriar ,usar e abusar da história dum povo.

Que qualquer órgão do estado português ,estado laico, do Presidente da República ao simples autarca de freguesia se faça representar neste acto, constitui uma violação dos seus deveres constitucionais.

sábado, 25 de abril de 2009

25 de Abril


25 de Abril 74

O primeiro dia de liberdade do Povo Português em toda a sua história !

Esperemos que para sempre.




http://4.bp.blogspot.com/_QFp2P6UH-OE/R_ailsUFODI/AAAAAAAAA68/Htd9JntN128/s800/25-abril-cravo-1a.jpg

sábado, 18 de abril de 2009

Livros (7) Marching powder


Portugal é um país mesmo bom. Apresento provas!

Livro: Marching powder

Autor: Rusty young

O livro conta a história real de um traficante de droga inglês que foi preso na Bolivia. É um relato autobiográfico. Mas é...surreal!

O tipo é preso por uma traiçao do chefe da policia do aeroporto a quem tinha subornado para lhe garantir um salvo conducto em caso de necessidade. Dali é enviado para a prisao temporária, durante a instruçao do processo. Ali, onde esteve cerca de 1 mês sem ser ouvido em tribunal, quase morre de fome e doença porque como não tinha dinheiro para pagar aos guardas para eles lhe levarem comida. Logo, nao tem comida! Nem comida nem nada mais que uma cela fria e imunda. Dali, e quase a morrer, extremamente doente, implora para o levarem ao tribunal e enviarem a prisao. Consegue porque os guardas percebem que ele não tinha mesmo dinheiro para dar-lhes. Depois de uma rápida passagem pelo tribunal despejam-no na prisao, a principal de La Paz, a capital da Bolivia. Quase a morrer passa a primeira noite na prisao, entre alucinaçoes e incredulelidade. Ninguém lhe diz nada, nem qual é a sua cela, nem como alimentar-se nem nada. Dorme ao relento num canto imundo. No dia seguinte, e já convicto que ia morrer, é abordado por um boliviano-americano que fala inglês e que tem pena e o orienta. Acolhe-o e explica-lhe como funciona tudo. Básicamente funciona tudo como fora da prisao: tudo é pago. Se quer comer é pago. Se quer assitência médica é paga. Se quer uma cela é paga. !!! Mas como alguém que acabou de ser preso e despossado de tudo (roubado pelos guardas) tem dinheiro para pagar a própria cela!? Pagar a própria cela! Ou seja, comprá-la! Literalmente. As celas, que iam desde mini apartamentos a cantos imundos, sao compradas e vendidas entre os presos, com contrato de compra e venda, e o seu valor oscila tal qual em qualquer outro mercado! O mercado varia, por exemplo, se ao EUA decidem fazer pressao para controlar o tráfico, e há uma repentina remessa de novos presos, o valor das celas sobe... E também há bairros e classes sociais dentro da prisao. E restaurantes. E lojas. E... 

Os guardas, desde o director da prisao, ao mais baixo ranking sao todos corruptos. TODOS. Inclusivé, há luta entre os guardas prisionais para serem destacados para aquela prisao, já que tem fama de ser nela que se conseguem mais e melhores “ajudas” e “comissoes”. Os advogados e juízes também estao todos metidos no esquema. Boa parte dos custos judiciais sao para untar o juiz. Não que isso signifique ser absolvido, mas pelo menos é menos provavel receber sentença máxima. Outra coisa que quase todos fazem é consumir drogas, nomeadamente cocaina, que se consomequase como café, apesar de ser ilegal e a causa principal do sobrelotamento das cadeias. 

O tipo, entretanto já recuperado e integrado descobre que a cadeia é o sitio onde se fabrica grande parte da droga produzida na Bolivia, e sem duvidas a de maior qualidade. Ou seja, a droga que ele comprava fora da prisao e traficava, e pela qual foi preso, é frabicada dentro da própria prisao! Na prisao também  vivem mulheres e crianças. As mulheres e crianças dos reclusos! Reclusos? Sim, mas não tanto. Pagando pode-se sair. Numa dessas saidas acompanhadas (e pagas) e heroí de ocasiao conhece uma tipa na discoteca. Uma israelita que estava de férias. Ele leva-a a passar a noite na sua cela na prisao! Ela gosta, apaixonam-se. Ela acaba por ficar umas semanas! E acaba por convidar os amigos dela a vir ver também este cenário surreal! Aí começa o novo negócio do nosso traficante: visitas guiadas à prisao, sobretudo para turistas ocidentais! Em algum tempo tornam-se tao populares que passam a fazer parte do roteiro turístico de guias internacionais! Mais tarde esse negócio é roubado e continuado por outros gangues da prisao! Uma das coisas normais que os turistas fazem na prisao, naturalmente, é consumir a melhor cocaína da Bolivia!


Depois deste livro, quando leio noticias sobre a América central, sobre golpes de Estado, instabilidade politica, revoluçoes, Chavez e Morales, esquerdas e direitas, sobre a violência, sobre a produçao e o tráfico de drogas, sobre eleiçoes, sobre turismo, etc., fico sempre com aquela sensaçao de que não faço a minima ideia do que se passa realmente por lá. É outro sistema, ou outro nivel. Quem sou eu para mandar bitaites, apoiar este ou aquele, ditar soluçoes, salvaçoes e razoes?!

Ao pé disto o sistema português até é...bastante...quase legal...mais ou menos sério...relativamente confiável...razoavelmente eficiente! Portugal é mesmo bom.

JUSTIÇA (4)

Rapidez

Anteontem,16 de Abril,recebi uma notificação ,para reclamar querendo, da conta de custas no processo nº ../1989,execução sumária,do .. Juizo Cível do Tribunal Judicial de Leiria.
Nada mau!
Vinte anos !!!

domingo, 12 de abril de 2009

Livros (6): Evangelho segundo jesus cristo, Saramago

O meu livro de Páscoa

Ao José Saramago desejo um rápido restablecimento da sua saúde.
E que não pare de escrever o seu Caderno.

Quem escreve assim, é certo que não morre - "aqueles que por obras valerosas se vão da lei da morte libertando" - mas quem mais terá a ousadia de escrever e de dizer o que só ele pode ?

Aos meus amigos ,sugiro vão ao blog da Fundação José Saramago(fsj) e,crentes ou descrentes,leiam ou releiam este livro:

Título: O Evangelho Segundo Jesus Cristo
Autor: José Saramago
Editora : Editorial Caminho
Ano: 1991 (Novembro)
Páginas: 445
Tempo de
leitura: 7 a 10 horas

sábado, 11 de abril de 2009

Boa Páscoa ou uma oração de esperança

Olá Melros , eis-me de volta com o raiar da Primavera , fui fazer uma cura de águas e preparar-me para a dura , mas agradável tarefa que nos espera nesta altura, não se lembram qual é? pronto eu relembro-vos:


Olhem os passarinhos

com os seus biquinhos tão afiados

fazem o ninho com mil cuidados , etc... , já se lembram seus "malandros"?!


Pois , comecei pelo ninho reparei na fartura , ia até morrendo , porque se desprendeu uma das muitas placas de VENDE_SE e passou-me mesmo a rasar o bico. Tive cá uma sorte!


Olhei para para o sítio de onde tinha vindo aquela e vi muitas mais, cansado, pousei num arbusto e por uma janela aberta ouvi que havia muitos pássaros a sair dos ninhos , porque os passarões puseram ovos tão grandes que até precisam dos ninhos dos passarinhos.


Estou preocupado com os filhos dos passarinhos , sem ninho onde vão nascer? e crescer? e comer? e então surgiu-me a ideia.


Porque não depenamos os passarões? Dirão vocês , pois pois, mas como?


Ah,Ah. Olhem só para esta ideia genial.


Primeiro vamos rezar por eles o que neste tempo de Páscoa até fica bem . Como Deus escuta sempre as preces dos passarinhos (é o que dizem), rezem então comigo:


Deus que estás nas alturas, acolhe estes passarinhos a quem venderam ilusões. Solta o teu poder e acaba com os passarões. Limpa o céu e devolve-lhe o azul, não nos deixes entregues ao mal. Permite que os nossos filhos tenham esperança e que tal como nós te façam esta oração , consagrando assim o teu poder anti-passarão.

E mesmo no paraíso , procura-os porque eles estão disfarçados, tal e qual como na terra de chapéus encarnados do teu poder consagrados . Protege-nos da sua falsa beatude , que amiúde nos confunde e ofende , quando em teu nome nos dizem que o destino dos passarinhos é morrer.


Deus meu senhor , dá-lhes juízo que de bondade não sabem , ao teu máximo representante aqui na terra, dá-lhe tambem um sinal de que deve ser normal e quando chegar a terras tuas, não relate falcatruas. Seja verdadeiro e incisivo , use o preservativo para daquela boca não sair mais nada que ofenda a tua reconhecida bondade e amor pelos passarinhos. Amen.


Agora , com Deus por aliado, os passarões vão passar um mal bocado , eu cá acho que sim. A não ser que tenhamos sido vendidos por trinta dinheiros, ou será que já aderiram ao Euro?